IPTU Campos

Ciclofaixas: por um trânsito mais seguro, inclusivo e democrático


  • Opinião dos Jornalistas
  • 01 de Dezembro de 2023 | 18h50
 Foto: Secom
Foto: Secom

O cidadão que circula pela área central de Campos dos Goytacazes notou o aumento no número de ciclofaixas, trazendo segurança para os cliclistas que transitam pelo Centro seja a trabalho, ou demais afazeres diários. Obviamente, como todas as mudanças, seja ela no trânsito ou demais aspectos, causa insatisfação para alguns.

Insatisfeitos com a nova sinalização, nesta sexta-feira (01), um grupo de pessoas interditou a Barão de Miracema, no trecho da descida da ponte Barcelos Martins (Ponte de Ferro). Os manifestantes colocaram fogo em galhos pneus, impossibilitando o tráfego no local. No entanto, a situação foi rapidamente controlada.

Nas redes sociais, o prefeito Wladimir Garotinho (PP) comentou sobre o ato - “Não adianta depredar patrimônio público ou destruir o que está sendo realizado, até mesmo em movimento orquestrado por político a de oposição. Pelo bem da cidade não vamos recuar do plano de mobilidade urbana que Campos precisa para melhorar a qualidade de vida do nosso povo”, questionou o prefeito.

Será que o pensamento retrógrado está enraizado no campista? Parece que sim. Em uma rápida pesquisa, pude perceber que cidades de médio porte, com número de habitantes semelhante ao de Campos, cada dia mais investem em ciclofaixas, proporcionando um trânsito mais seguro e democrático para todos, onde motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres podem trafegar com segurança.

Campos é uma das cidades com maior número de ciclistas no Estado do Rio de Janeiro.

Já que muitos não conseguem entender pelo lado do desenvolvimento da cidade, ao menos pensem por aqueles que dependem da "bike" no dia a dia e estão conhecendo uma nova maneira de se sentir confortável no caótico trânsito campistas.

Seja o Primeiro a Comentar

Comentar

Campos Obrigatórios. *