Estado comemora avanços na área da Ciência, Tecnologia e Inovação

Sob a responsabilidade da pasta, estão três universidades - UERJ, UEZO e UENF, três fundações - FAPERJ, FAETEC e Cecierj, além do IPEM


30 de Novembro de 2019 | 11h24

Uma cerimônia no Theatro Municipal, na noite desta sexta-feira (29/11), marcou os avanços do Governo do Estado na área da Ciência, Tecnologia e Inovação. O “Prêmio SECTI 2019”, da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, foi entregue às 27 instituições fluminenses e brasileiras que foram destaque no primeiro ano da nova gestão da administração pública estadual. Sob a responsabilidade da pasta, estão três universidades - UERJ, UEZO e UENF, três fundações - FAPERJ, FAETEC e Cecierj, além do IPEM.

Entre as ações governamentais, o programa “Startup Rio”, de fomento às empresas de tecnologia do Rio de Janeiro, foi citado por estar entre as dez melhores do Brasil, sendo a única pública. A regularização dos pagamentos das bolsas estudantis e aos fornecedores das universidades estaduais também foi outro importante progresso mencionado.

- Este é o resultado a partir da realização de uma gestão eficiente e transparente, combatendo à corrupção e permitindo que o orçamento público seja usado com racionalidade. Este foi um ano difícil e a tendência para o próximo é melhorarmos. A UEZO, por exemplo, vai ganhar uma atenção especial do nosso governo em 2020. Cito também a UENF e as pesquisas que realiza na área da agricultura, em Campos. Essas instituições ajudam no desenvolvimento econômico do Rio de Janeiro, assim como os demais trabalhos ligados à ciência, tecnologia e inovação no estado - afirmou o governador Wilson Witzel.

Em 2019, a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) inaugurou cinco unidades no estado: uma no município de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste, duas nas cidades de Japari e Mesquita, na Baixada Fluminense, uma em Barra do Piraí, no Médio Paraíba, além do Restaurante Escola, instalado no Palácio Guanabara, na capital. Só este ano, a Rede Faetec ofertou, aproximadamente, 60 mil vagas de qualificação profissional. Já na cidade de Miracema, também no Noroeste, foi inaugurado o Polo Cederj, onde irá oferecer cursos da UFRJ e Uenf.

Já por meio da FAPERJ, ao todo, 22 editais de fomento à pesquisa foram lançados neste ano. Entre eles, a inédita parceria da Fundação com a AgeRio, que resultou no programa ‘inovAÇÃO RIO-2019’. Com investimento de R$ 30 milhões, a iniciativa apoia empresas de micro, pequeno e médio porte, conectando atividades de pesquisa desenvolvidas em instituições de ciência e tecnologia com atividades empresariais.

- Esta cerimônia é o símbolo do que construímos ao longo destes 11 meses na SECTI. Quando assumimos a gestão, era grande o sentimento de sofrimento pela dificuldade que se encontrava, principalmente, as universidades e a Faetec. Com muito trabalho, conseguimos alcançar o nível que estamos no momento. No entanto, sabemos que é preciso seguir avançando para termos voos ainda mais altos - disse o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues.

Para a vice-presidente da regional Rio de Janeiro da Academia Brasileira de Ciências, Lúcia Mendonça Previato, a partir de 2019, o perfil da Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro está passando por uma transformação.

- É notório que houve uma mudança do perfil da Ciência e Tecnologia fluminense. Quero especificamente falar da Faperj, que nos deu uma grande esperança neste ano. Esperamos que o trabalho continue para que possamos resgatar o momento que a Fundação já teve há alguns anos - falou a vice-presidente.

O coral ‘Altivoz da UERJ’, formado por alunos, professores e funcionários da universidade, se apresentou na cerimônia de premiação. Os alunos da Escola Favo de Mel, da Fundação de Apoio à Escola Técnica – FAETEC/Quintino, única escola pública no país dedicada exclusivamente a pessoas com deficiência intelectual, juntamente com a porta-bandeira Selminha Sorriso, também animou quem esteve presente no Theatro Municipal.

Além das sete instituições vinculada à SECTI, outras seis também foram homenageadas: UFF, UFRJ, UFRRJ, UniRio, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e a Academia Brasileira de Ciências. As secretarias de Estado, além da PGE, CGE e do RioSolidario, também foram lembradas.

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.