ZAP HOME - VERMELHO

Investir é um teste de resiliência


  • Olhar Econômico
  • 08 de Fevereiro de 2023 | 08h00
 Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Investir requer mais do que apenas conhecimento financeiro. Além de entender o funcionamento dos mercados, é necessário ter resiliência e paciência para enfrentar as oscilações. Essa característica é fundamental para o sucesso de qualquer investidor e deve ser cultivada desde o início.

Os maiores sábios da humanidade têm diferentes perspectivas sobre resiliência, mas algumas das ideias mais comuns enfatizam a importância de uma perspectiva positiva, autoconhecimento e força interior para superar dificuldades.

A resiliência é a capacidade de superar obstáculos, recuperar-se rapidamente de adversidades e persistir em face de dificuldades.

No mundo dos investimentos, essa característica é especialmente importante, pois os mercados financeiros são altamente voláteis e podem apresentar grandes variações ao longo do tempo. É comum ver investidores perderem dinheiro devido à falta dela, abandonando suas posições no momento mais difícil e vendendo ao pânico.

É importante não culpar a si mesmo por perdas, mas sim entender o que levou a elas e usar essas informações para melhorar seu conhecimento e habilidades de investimento.

Além disso, é importante diversificar sua carteira de investimentos e não colocar todos os ovos em uma só cesta, a fim de mitigar o risco e ajudar a preservar seu patrimônio durante períodos de volatilidade.

Exemplo clássico de resiliência no mercado financeiro foi a recuperação da Bolsa de Valores de Nova York após a quebra da Bolsa de 1929, conhecida como a Grande Depressão.

A crise, causada por uma combinação de fatores, incluindo a grande expansão de crédito por meio de oferta monetária (emissão de dinheiro e títulos), a quebra de hipotecas e a falta de regulamentação, levou a um processo de recessão nos mercados financeiros ao redor do mundo. Muitos investidores ficaram assustados e resgataram seus investimentos, causando queda ainda maior nos preços das ações.

No entanto, com a ajuda de políticas fiscais e monetárias responsáveis, o mercado começou a se recuperar. Os investidores resilientes mantiveram sua confiança e estratégia de longo prazo, ajudando na estabilização do mercado e na promoção de sua recuperação.

Mais recente, a pandemia de Covid-19 também foi um teste de resiliência. No primeiro momento, a incerteza econômica levou a uma queda acentuada das ações. Muitos investidores ficaram assustados e retiraram seus investimentos, causando ainda mais queda nos preços.

No entanto, com a recuperação da economia e o avanço da vacinação, o mercado financeiro começou a se recuperar.

Neste sentido, aqui estão algumas dicas para ser um investidor resiliente:

Tenha uma estratégia de longo prazo - é importante ter uma visão de longo prazo quando se trata de investimentos. Ao invés de se concentrar nas flutuações diárias dos preços das ações, concentre-se em sua estratégia de longo prazo e mantenha a confiança no mercado.

Diversifique sua carteira - diversificar sua carteira de investimentos pode ajudá-lo a minimizar o impacto de quedas temporárias em um setor específico do mercado.

Mantenha-se informado - mantenha-se informado sobre as tendências e as notícias econômicas relevantes. Isso pode ajudá-lo a entender as causas das flutuações dos preços das ações e a tomar melhores sobre seus investimentos.

Mantenha a calma - durante períodos de incerteza e volatilidade, é fácil ficar assustado e retirar seus investimentos. No entanto, é importante manter a calma e lembrar que o mercado eventualmente se recupera. Isso quando falamos de crises macro e não de ações de empresas em específico que podem, sim, falir e não se recuperarem. Por isso a importância de diversificar.

Não siga a multidão - ao invés de retirar seus investimentos durante períodos de baixa, considere aproveitar as oportunidades de compra a preços baixos. Lembre-se de que muitos investidores bem-sucedidos têm feito isso há décadas.

E por que não, algumas inspirações de diferentes investidores resilientes:

Warren Buffet – reconhecido por sua paciência e persistência em investir em empresas de longo prazo, mesmo em períodos de incerteza econômica.

George Soros – investidor tido como hábil em adaptar-se rapidamente a mudanças no mercado e mudar sua estratégia de investimento se necessário.

Peter Lynch – reconhecidamente capaz de manter a calma durante períodos de volatilidade no mercado e por continuar a seguir sua estratégia de investimento de longo prazo.

Ray Dalio – conhecido por sua abordagem de investimento baseada em princípios, que lhe permite manter a estabilidade em momentos de incerteza econômica.

Em resumo, ser resiliente no mercado financeiro requer uma combinação de estratégia de longo prazo, diversificação de investimentos, informação e comportamento tranquilo. Ao manter sua confiança e estratégia de longo prazo, quando ainda dentro das suas premissas, estratégia e teorias, você pode superar períodos de incerteza e aproveitar oportunidades de crescimento durante momentos de crise.

Por Paulo Nascimento Filho, empresário, assessor de investimentos, influenciador e criador de conteúdo sobre finanças e educação financeira.

Seja o Primeiro a Comentar

Comentar

Campos Obrigatórios. *