ZAP HOME - VERMELHO

Outubro Rosa: “Iniciava a corrida em busca de uma conquista de cura, de vida”


  • Papo de Psicólogo
  • 06 de Outubro de 2022 | 15h53

O movimento conhecido no mundo todo como outubro rosa, começou na década de 1990 nos Estados Unidos da América e, logo se propagou. No Brasil, no inicio dos anos 2000 na cidade de São Paulo, o monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista foi iluminado pela cor rosa, com intuito de chamar a atenção de toda sociedade para o cuidado com a saúde da mulher, especificadamente na prevenção do câncer de mama, que é um dos principais motivos da elevada da taxa de mortalidade das mulheres.

O diagnóstico precoce, é fundamental para combater o câncer de mama, a detecção antecipada auxilia na realização de todo o tratamento. Por isso, a campanha tem por objetivo recordar, informar e conscientizar a todas as mulheres:

- A importância da prevenção e diagnóstico precoce;

- Incentivar a busca pelos exames periódicos (exame de mamografia) e consultas com o ginecologista;

- Informar aquelas que possuem diagnóstico da doença as possibilidades de tratamento;

- Orientar sobre a importância do apoio psicológico nessa situação.

 

E fique atenta aos principais sinais e sintomas como: caroço (nódulo), pele da mama avermelhada, alteração no bico do peito ou saída espontânea de liquido de um dos mamilos.

 

Uma professora aposentada, casada e mãe de um menino, relata: “...iniciava a corrida em busca de uma conquista de cura, de vida. A luta começara! Havia duas possibilidades: vencer ou vencer! Era preciso correr na contramão do tempo. Sabia que dentro de mim havia um “gigante” tentando me derrubar. Necessitava me defender. Meu próprio corpo, mesmo debilitado e enfraquecido, exigia essa reação. Foi quando descobri um outro “gigante” ainda maior que em mim também habitava. Sem ele era impossível vencer. Seu nome era Fé!”

Por isso mulher, cuide-se! Seja sua maior prioridade!

 

Um grande abraço, até a próxima postagem.

 

Sérgio Alexandre Sá

Psicólogo

CRP 05/58383

 

Referências:

 

https://www.scielo.br/j/physis/a/yv3nLJmpv55Jtk8nshYXHBM/?format=pdf&lang=pt

Editorial_Português_30(5).indd (scielo.br)

Elas venceram o câncer de mama (semprefamilia.com.br)

Seja o Primeiro a Comentar

Comentar

Campos Obrigatórios. *