Google News

Os danos psicológicos causados pelo julgamento moral


  • Papo de Psicólogo
  • 30 de Junho de 2022 | 11h17
 Reprodução
Reprodução

A ATRIZ DIZ: “FUI VIOLENTADA NÃO SÓ PELO HOMEM, MAS PELO JULGAMENTO DAS PESSOAS.”

Recentemente uma jovem atriz teve um momento muito difícil de sua vida exposto na internet, após a divulgação irresponsável de um sofrimento íntimo dessa jovem e, sem o seu próprio consentimento. A atriz Klara Castanho, decidiu publicar uma “carta aberta” em suas redes socias, relatando o quanto está sendo difícil passar por toda essa situação... A jovem menciona que foi estuprada, teve um bebê e entregou legalmente para adoção. Nessa mensagem, ela diz: “Fui violentada primeiramente por um homem e, agora, reiteradamente violentada por tantas outras pessoas que me julgam.”

A evolução da tecnologia da informação e as redes sociais, possibilitaram para todos nós uma nova maneira de comunicação. Porém, algumas pessoas ainda utilizam este meio de informação de forma imprudente.

De acordo com Heiphetz & Young (2014): “O julgamento moral, é a capacidade para avaliar se uma ação é certa ou errada de acordo com os princípios éticos e valores morais vigentes.” Quando falamos de julgamento moral, também podemos utilizar o termo intolerante para conceituar o seu significado.

Nem uma pessoa nasce intolerante, a intolerância é caracterizada por uma atitude hostil nas relações entre pessoas e pode ser analisada a partir do julgamento moral. Quando realizamos o julgamento de outro individuo, sem avaliar as circunstâncias e a individualidade daquela pessoa, tomamos uma atitude intolerante. Se eu só convivo quando julgo pelo meu viés humano, provoco a tolerância agressiva da minha personalidade. É preciso compreender o outro na sua singularidade.

Pessoas que produzem atitudes intolerantes, podem ter problemas para se relacionar com outras pessoas, pois, possuem dificuldades de aceitar opiniões contrárias ou diferentes as delas.

Sendo assim, produzir a intolerância através do julgamento moral, pelas redes sociais, é produzir malefícios tanto para quem sofre quanto para quem faz.

Julgar com intolerância e atacar as pessoas nas redes sociais, é oferecer em larga escala o que temos de pior.

Seja consciente! Não julgue o próximo sem compreender suas circunstâncias e sua individualidade. Utilize as redes sociais de forma responsável.

Um grande abraço, até a próxima postagem.

Sérgio Alexandre Sá

Psicólogo

CRP 05/58383

Seja o Primeiro a Comentar

Comentar

Campos Obrigatórios. *