Google News

Desequilíbrio, desespero, insensatez. Presidente do Siprosep ameaça um dos setores mais sensíveis de qualquer sociedade: a Saúde


  • Opinião NF
  • 06 de Junho de 2022 | 09h00
 Foto: Arquivo / NF Notícias
Foto: Arquivo / NF Notícias

Insensível ao delicado momento da Saúde vivido por todo o país, a presidente do Sindicato dos Profissionais Servidores Públicos de Campos (Siprosep), Elaine Leão, está se tornando hoje uma verdadeira ameaça ao setor em todo o município de Campos e até mesmo a região. Seu gesto insano de articular a paralisação de parte dos servidores municipais da Saúde pode resultar em gravíssimos acontecimentos, inclusive a ocorrência de óbitos.

A sindicalista já vinha dando mostras, nas últimas semanas, de estar perdendo o equilíbrio. Protestos em frente à casa do prefeito Wladimir Garotinho, ataque ao secretário Wainer Teixeira, da Administração, dentre outros atos, já refletiam essa condição. O que já apontava para uma radicalização ainda maior, revelada no último final de semana.

A presidente do Siprosep, em suas redes sociais, deixou clara sua intenção de atacar um dos setores mais sensíveis em qualquer sociedade em todo o mundo: a Saúde. Reproduzindo áudio de um suposto aliado, fazia graves ameaças de "desfalcar o atendimento do Hospital Ferreira Machado (HFM)", maior Emergência de todo o Norte e Noroeste Fluminense e principal destino dos municípios da região quando procuram esse tipo de socorro. Beira as raias da irresponsabilidade.

No áudio publicado, a sugestão era "parar o pessoal efetivo, que tem mais experiência, e deixar o atendimento nas mãos dos RPAs". Uma incitação ao pessoal da Saúde que tem dado grande demonstração de responsabilidade, atuando com profissionalismo em um momento em que as síndromes gripais e aumento dos casos de Covid-19 vêm ocorrendo em todo o país.

O que toda a sociedade espera, no entanto, é que os nobres profissionais da Saúde tenham sempre o discernimento necessário para avaliar bem esse tipo de mensagem irresponsável e, de certa forma, insana. Com vidas humanas não se brinca. Tudo tem um limite. O que parece impossível de ser compreendido pela senhora Elaine Leão. Para comandar, é preciso equilíbrio e responsabilidade. Porque liderança se conquista. Não é algo que se impõe.

Seja o Primeiro a Comentar

Comentar

Campos Obrigatórios. *