Google News

Entenda por que o Palmeiras coloca Dudu como moeda de troca para ter Gabigol

Atacante ficou no elenco após desistir de transferência ao Cruzeiro


  • Esporte
  • 08 de Julho de 2024 | 13h42 | Por: Catarine Barreto
 Reprodução/ GE
Reprodução/ GE

Dudu ficou no Palmeiras após desistir da negociação com o Cruzeiro no meio do mês passado. Mas o clima para o atacante depois de todo o imbróglio nunca mais foi o mesmo no dia a dia da Academia de Futebol do Verdão.

A principal insatisfação parte da presidente Leila Pereira, que não gostou nada de Dudu ter procurado o Cruzeiro para sugerir uma transferência. Em entrevista, inclusive, disparou contra o atacante, afirmando que o ciclo dele havia se encerrado no Verdão.

– Ele tem o direito, mas eu não gostaria que isso acontecesse (desistência na negociação). Tudo na vida tem um ciclo que se inicia e um que se encerra. Você tem que iniciar de uma forma bonita e encerrar de uma forma linda. Imagino que é o que vai acontecer com ele. Tivemos momentos lindos e acredito que chegou ao fim o ciclo do Dudu no Palmeiras – afirmou a dirigente na época.

Devido ao grande apelo dos torcedores e até uma visita de líderes da torcida organizada em sua casa (o que irritou ainda mais Leila, completamente rachada com a Torcida Mancha Alviverde), Dudu voltou atrás após ter dado sua palavra ao Cruzeiro e desistiu do negócio. Parecia que o assunto estava encerrado, mas só parecia.

O fico do ídolo palmeirense não deixou Leila contente. Embora externe normalidade com a situação, pessoas próximas afirmam que ficou uma rusga muito grande por ele ter tentado ir embora e voltado atrás. Além disso, o Palmeiras via uma boa oportunidade de liberar um valor considerável na folha salarial.

Caso Dudu fosse para o Cruzeiro, a ideia do Palmeiras já era fazer o movimento de utilizar essa lacuna de salário para tentar o grande desejo de Abel Ferreira: Gabigol.

Em meio a todo esse imbróglio envolvendo Dudu e Palmeiras, o atacante do Flamengo também se envolveu em polêmicas e sua idolatria com a torcida Rubro-Negra sofreu um ruído. O episódio em que ele apareceu com a camisa do Corinthians não pegou bem entre torcedores e diretoria.

Opção para Tite no banco de reservas, Gabigol passou a ter ainda menos oportunidades de entrar em campo e a sua situação se tornou semelhante à de Dudu: dois ídolos com a imagem arranhada com a torcida e com o clima pesado com a diretoria.

No final de junho, o Palmeiras demonstrou o interesse em ter Gabigol após acompanhar de perto a situação do jogador no Flamengo. As conversas mais informais iniciaram com o empresário do atleta, Júnior Pedroso, que sinalizou positivamente para uma transferência.

No último dia 2, o Verdão intensificou a negociação e passou a tentar assinar um pré-contrato com o atacante, que tem contrato com o Flamengo até final de dezembro e, desta forma, poderá sair de graça no fim de 2024 caso assine um acordo agora.

O time carioca, por sua vez, fez jogo duro e avisou que para liberá-lo gostaria de uma compensação financeira. Foi aí que o Palmeiras viu a oportunidade de envolver Dudu no negócio e deixar todo mundo satisfeito.

No final da semana passada, o Verdão propôs essa troca, e a cúpula flamenguista viu como uma boa saída para não ficar com as mãos vazias.

Nos próximos dias, Marcos Braz tentará convencer Dudu a jogar pelo Rubro-Negro. O atacante não gostaria de sair neste momento, depois de todo o esforço que a torcida fez para a sua permanência, e também tem dúvidas se teria chance no elenco tão recheado de Tite.

A novela envolvendo Dudu ainda terá alguns capítulos e parece não estar próxima do seu fim.

 

Fonte: GE

Seja o Primeiro a Comentar

Comentar

Campos Obrigatórios. *