IPTU Campos

Homem tenta molestar criança, cai e morre com facada no coração

Conforme o boletim de ocorrência da PM, a menina foi até a casa dela, mas o homem foi atrás, com a faca, e também ameaçou a mãe da garota.


  • Geral
  • 04 de Dezembro de 2023 | 16h18 | Por: Caio Mothé
 Foto: Reprodução/ TV Gazeta
Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Um homem de 26 anos morreu com uma facada no coração, após uma confusão na Serra, na Grande Vitória, na noite de sábado (2). Segundo a polícia, o homem era suspeito de tentar molestar uma menina de 11 anos e ameaçar ela e a família de morte. De acordo com o boletim da PM, durante uma confusão o suspeito teria saído rolando morro abaixo com uma faca na mão, momento em que se feriu.

O nome do suspeito e do bairro onde houve a ocorrência não serão divulgados nesta reportagem para que a menina não seja identificada, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (Ecriad).

A família da menina relatou à Polícia Militar que o homem de 26 anos apareceu, embriagado, e tentou molestar a criança. Ele teria oferecido várias guloseimas, mas a garota recusou. Neste momento, o homem foi para a própria casa onde pegou uma faca e começou a ameaçar a vítima, que correu em busca de ajuda.

Conforme o boletim de ocorrência da PM, a menina foi até a casa dela, mas o homem foi atrás, com a faca, e também ameaçou a mãe da garota.

As vítimas contaram que o homem passou a bater no portão, forçando a entrada, sempre fazendo ameaças de morte. O pai da menina, que estava deitado, ouviu a confusão e foi até a garagem, momento em que, segundo ele, empurrou o portão pela parte de dentro, na intenção de trancá-lo.

O portão teria atingido o homem que estava do lado de fora, que caiu e rolou morro abaixo. Conforme o boletim, a faca perfurou o peito dele, atingindo o coração. O homem chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu.

De acordo com o BO, uma testemunha confirmou a versão da família.

Parentes do homem morto teriam ido até a casa da família fazer ameaças. Com medo, o pai, a mãe e as filhas foram até a sede da 1ª Companhia Independente da Polícia Militar para procurar ajuda.

Em nota, a Polícia Civil informou que o pai da menina, de 38 anos, foi levado à Delegacia Regional de Serra, ouvido e liberado, já que a autoridade policial não identificou elementos suficientes para realizar a prisão em flagrante naquele momento.

O caso seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra, completou a corporação.

Fonte: G1 ES

Seja o Primeiro a Comentar

Comentar

Campos Obrigatórios. *