Caixão quebra e corpo cai dentro de cova durante enterro

Familiares e amigos ficaram transtornados com a situação


23 de Novembro de 2021 | 11h20

O corpo de um homem de 50 anos caiu diretamente dentro de uma cova depois que as alças do caixão onde ele era carregado quebraram. O caso aconteceu nesta segunda-feira (22) no cemitério de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio.

Familiares e amigos ficaram transtornados com a situação. Vídeos, que não vamos exibir pois mostram de forma explícita o corpo do homem, registraram o momento em que pessoas tentavam retirar o caixão de dentro da cova para remover a vítima, identificadoaomo Osmar Leal.

De acordo com a família, Osmar morreu após sofrer um infarto fulminante.

No vídeo é possível ouvir a filha de Osmar gritando indignada: "Gente, o meu pai está ali dentro. Meu pai está jogado no chão".

Também é possível ouvir um outro filho de Osmar pedindo que as pessoas o soltassem, dando a entender que alguém tentava contê-lo.

"Calma, não. É o meu pai. Me solta", diz o filho.

Uma outra mulher também aparece nas imagens indignada: "Vocês tiram esse caixão daí, organizam, fecham, abrem o buraco e enterra. Se quiser eu ensino como faz".

Também é possível ouvir a voz de uma mulher, aparentemente idosa, dizendo que o buraco cavado para a cova era menor do que o caixão.

Em outra imagem, o corpo de Osmar aparece enrolado em um saco plástico e, em determinado momento, é possível ver o rosto dele. 

O prefeito de São Pedro da Aldeia, Fábio do Pastel (Podemos), publicou uma mensagem em uma rede social falando sobre o ocorrido.

"Foi com profunda tristeza e desapontamento que recebi a notícia do ocorrido hoje no Cemitério Municipal. Me solidarizo com a família enlutada e registro aqui o compromisso de investigar o ocorrido e de tomar as medidas cabíveis", publicou o prefeito.

Fonte: G1


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.