Vendedora é assaltada duas vezes no mesmo dia

O primeiro foi na loja onde ela trabalha na Praia do Canto e o segundo foi dentro de um ônibus


18 de Setembro de 2021 | 11h48

Uma vendedora, de 19 anos, foi assaltada duas vezes em Vitória, nesta sexta-feira (17). O primeiro assalto aconteceu na Praia do Canto, quando a perfumaria onde ela trabalha foi invadida por um criminoso, e o segundo aconteceu dentro de um ônibus, quando voltava da rodoviária. Os suspeitos não foram presos.

De acordo com a vendedora, o primeiro assalto aconteceu pela manhã, quando um homem que se passava por cliente anunciou um roubo na perfumaria onde ela trabalha na Praia do Canto. A jovem, que não quis ser identificada, contou que o assaltante levou o celular e o óculos dela.

"Ele abriu a mochila e mostrou a arma. Falou que tinha perdido tudo. Ele foi muito violento comigo, falou que iria me matar a qualquer momento. Eu tenho quatro graus de miopia e ele levou meu óculos. Foi uma tortura psicológica. Dá vontade de chorar de novo de lembrar", relatou.

Horas depois, a vendedora foi assaltada novamente. Ela contou que foi buscar primos na rodoviária de Vitória. Eles vieram de Ibatiba, no Sul do Espírito Santo, para conhecer a capital e estavam dentro de um ônibus, voltando para a casa da jovem, quando foram abordados por um criminoso.

O homem pegou dinheiro e documentos da vendedora. Em menos de cinco minutos, ele assaltou todos que estavam no ônibus.

"Ele apontou a arma e não disse nada. Aparentemente, ele estava mais nervoso que a gente. Ele só apontou a arma e falou que era pra gente passar o celular e a carteira. Eles vieram de Ibatiba para conhecer a cidade, passar o final de semana, curtir e aconteceu essa tragédia com a gente.”

Depois do assalto, o criminoso fugiu e não foi localizado. O caso foi registrado na Delegacia Regional de Vitória.

Fonte: G1


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.