Rio identifica paciente contaminado com variante Mu do coronavírus

A variante delta continua sendo a predominante


17 de Setembro de 2021 | 09h50

O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, afirmou que a cidade registrou recentemente o primeiro caso da variante Mu do coronavírus. De acordo com ele, a variante delta continua sendo a predominante e não há transmissão comunitária.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) já havia mostrado preocupação com a variante, que tem possibilidade de escapar de imunidade proporcionada pelas vacinas

"A Mu é uma variante que a gente diagnosticou há um tempo atrás aqui na cidade do Rio. Foi de um paciente que viajou ao México. Não é um caso de transmissão local, mas ela existiu. Foi diagnosticada e não temos característica de transmissão local, mas a gente sabe também que a variante delta domina o mapa das variantes mesmo em relação a essa", afirmou Soranz.

Logo em seguida, o prefeito Eduardo Paes ironizou. "A Mu é do gado e não vai prevalecer".

Paes fez duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro, em resposta a um pronunciamento feito pelo presidente da República em live um dia antes.

Bolsonaro comparou Paes a um “ditador” ao criticar a obrigatoriedade de vacina da Covid para todos os servidores do Município do Rio.

“Eu não dialogo com a morte”, declarou Paes.

Nesta sexta-feira (17), a Prefeitura anunciou a liberação de eventos para 500 pessoas em lugares abertos a partir de terça-feira.

A Prefeitura também liberou torcedores para os jogos do Vasco da Gama, após tal dado aval ao Flamengo. 

Fonte: G1


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.