"Não pode haver aumento de carga tributária", diz presidente

Bolsonaro comentou que projeto de reforma de Paulo Guedes tinha exageros nas receitas recebidas com impostos


30 de Julho de 2021 | 12h19

O presidente Jair Bolsonaro foi contra na manhã desta sexta-feira (30) a tese do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que os mais ricos devem pagar mais tributos no Brasil. "A ordem que eu dei foi que não pode haver aumento de carga tributária. E vai acontecer isso aí. Nós teremos uma proposta que atenda ao interesse da classe produtora, daquele pessoal que paga imposto. Não queremos mais sacrifício", disse o chefe do Executivo durante entrevista.

Bolsonaro afirmou que a proposta do Ministério da Economia exagerou ao pensar nas fontes de dinheiro para financiar o governo federal.

"Na proposta apresentada pela Economia houve um certo exagero por parte da receita, mas esses números agora estão sendo ajustados via relatoria na Câmara dos Deputados. E grande parte dos empresáriosjá se mostrou satsfeito."

O relator da reforma na Câmara é deputado Celso Sabino (PSDB-PA),

O presidente disse ainda que a intenção do governo é encerrar o auxílio emergencial definitivamente assim que a vacinação contra a covid-19 for concluída no país. E voltou a comentar que deve vetar parte do fundo eleitoral aprovado na Câmara, de R$ 5,7 bilhões já no pleito de 2022.

Fonte: R7


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.