Vice-presidente do PSL declara voto em Lula em eventual disputa contra Bolsonaro em 2022

O parlamentar declarou que o partido busca uma "terceira via"


10 de Junho de 2021 | 14h49

O deputado federal Júnior Bozzella, vice-presidente nacional do PSL, partido onde o presidente Jair Bolsonaro se elegeu em 2018, declarou nesta quinta-feira, 10, que votará em Lula (PT) caso o petista enfrente Bolsonaro no 2º turno das eleições em 2022.

Todavia, o parlamentar declarou que assim como o PSL e outros partidos de centro-direita, trabalha para surgir uma “terceira via” para disputar o pleito contra Bolsonaro e Lula, que até o momento, polarizam as intenções de voto.

“Eu sou contra anular voto, porque alguém tem que ganhar a eleição, não adianta de nada”, diz Bozzella em entrevista ao Congresso em Foco. “Mas tenho certeza de quem não vou votar, sei quem me decepcionou, quem me frustou. Sou contra a esquerda e a radicalização, mas no momento em que a gente vive, com a falta de opção de alternância, onde enfrentamos um presidente extremamente perigoso, quem tem o sentimento de pátria e de racionalidade mínima no país deve enxergar isso”, completa, se referindo a Bolsonaro nas críticas.

Ex-aliado do presidente, o deputado ainda acredita que um candidato do “centro democrático ” poderá surgir como alternativa, mas ele faz elogios ao ex-presidente Lula, a quem acredita que “tem muito a contribuir com o processo democrático:

"Os últimos ex-presidentes, como o Lula, FHC, Temer, tem um processo de amadurecimento muito além dos demais”, analisa.

Fonte: O Dia 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.