Subsecretário Charbell Kury tira dúvidas de leitores sobre vacinação em Campos

A entrevista com o NF Notícias seguiu todos os protocolos de saúde


02 de Junho de 2021 | 07h34

O site NF Notícias entrevistou o subsecretário de Atenção Básica, Vigilância e Proteção da Saúde, Charbell Kury e tirou várias dúvidas da população quanto a vacinação da Covid-19 e da gripe em Campos, como tempo de espera para cada vacina, agendamento e obrigatoriedade de formulários para alguns casos.

Você pode acompanhar no final da matéria o vídeo na íntegra da entrevista com o subsecretário.

Nós recebemos várias reclamações quanto a confusão nos locais de vacinação da Covid, principalmente no Clube da Terceira, onde os que procuram a vacina, são informados sobre a exigência de um laudo e o site da Prefeitura diz que a receita também é válida. Tem que ter o laudo ou só a receita basta?

Charbell: Para que possamos atender as comorbidades, nós exigimos os seguintes documentos: se você é atendido pelo SUS, em um determinado programa, por exemplo, no Álvaro Alvim, lá se tem uma carteirinha do determinado programa que você é assistindo e ali você pode tomar sua vacina, sem laudo. Entretanto, os laudos estão sendo exigidos para as pessoas que não são acompanhados nem na unidade básica e nem programa. Pessoas que possuem seu médico particular ou tem plano de saúde. Neste caso, nós estamos pedindo o laudo oficial da Prefeitura preenchimento pelo seu médico ou uma receita válida com seis meses que comprove sua comorbidade.

 

Notamos nas últimas semanas inúmeras denúncias no Brasil afora em relação a falsificação de documento médico. Além disso, no site do Cremerj já se tem uma receita eletrônica que os médicos estão seguindo para evitar falsificação. Qual orientação é passada para os profissionais?

Charbell:  Primeiro é bom lembrar que isso é um procedimento ilegal. O que temos observado é que tudo isso para por auditoria. Como exemplo, há duas semanas, chegou um médico que encaminhou vários pacientes com uma letra que não parecia ser dele e com um carimbo que todos estavam seguindo da mesma forma. Ao ligar para o médico, ele confirmou que foi ele quem havia feito e que havia pedido para que outra pessoa preenchesse para a questão da letra. Então, nós estamos auditando os atestados. Eu mesmo faço isso ligando para o profissional e questionando. Quanto a receita eletrônica do Cremerj eu mesmo faço para meus pacientes.

Voltando a vacinação contra Covid-19, muitos leitores questionaram o fato de Campos não seguir a vacinação aos finais de semana. Por que isso ocorre?

Charbell: No final de semana, nós precisamos de toda uma estrutura logística que demanda uma coisa importante, a vacina. Todas as vezes que nós abrimos no final de semana e feriados, nós tínhamos 14 mil doses na rede. Então é muito fácil planejar o final de semana porque dá muita gente, mais de cinco mil doses. Mas como planejar se o Ministério da Saúde só manda 2, 3 mil doses? Acaba tudo na semana. Então a gente prefere fazer os finais de semana no momento em que nós tivermos uma boa quantidade de vacina para por exemplo, terminar alguma campanha de alguma comorbidade específica.

Muito tem se observado de que as pessoas estão dormindo nas filas por conta da vacinação e o posto, que segue com horário até as 15h, termina sua vacinação antes do meio-dia, por exemplo. Não existe necessidade para tal situação, correto?

Charbell: Primeiro lugar, quando nós temos uma boa quantidade de vacina, nós colocamos em todos os postos de vacinação, mas entendemos que dá para melhorar mais esse processo. Então, a qualquer momento durante a semana, nós iremos anunciar o agendamento eletrônico, até para acabar com esse problema de aglomeração e de gente dormindo em fila.

Em última atualização, temos em média, quantos por cento da população vacinada em Campos?

Charbell: Nós já temos a ideia de mais ou menos 23% da população da cidade, 118 mil doses aplicadas. O que nos deixa muito orgulhosos de estar sempre acima da média nacional e estadual.

Com relação a vacinação para esse grupo de motoristas de transporte. Recebemos várias demandas de que a vacinação não está atendendo a categoria de motorista por aplicativo. Qual é a exigência?

Charbell: Nós estamos aguardando o Ministério de Saúde incorporar o motorista de aplicativo na ordem de vacinação uma vez que o que está sendo usado é a regra dos motoristas de ônibus, vans e táxis. Mas eu acredito que quando tivermos muitas vacinas, iremos atendê-los também. Mas é importante lembrar que em paralelo a descida dos critérios, nós temos a descida por idade. Então caso ele tenha 55 anos ele já até foi vacinado em Campos.

Gostaríamos de que fosse passado as orientações para a população com relação aos critérios de vacinação para os acamados, uma vez que acamado é diferente de uma pessoa que possui problema de locomoção.

Charbell: Quando nós falamos no início de fevereiro, iniciamos agendamento dos acamados e Campos, nós começamos antes do agendamento do Ministério da Saúde.  Nós já aplicamos a vacina em mais de 1500 pessoas acamadas. Mas acamado é um paciente restrito ao leito, que não levanta. Seguimos agendando e lembramos que quem agendou e vai vacinou contra Covid, nós já temos a lista com o nome de todo mundo e telefone. Então não precisa ligar para agendar gripe, pois já estamos preparando para ir fazer a vacinação da gripe naqueles que já tem mais de 15 dias da vacina de Covid.

Como está o calendário de vacinação contra a gripe?

Charbell: É uma campanha que está acontecendo em paralelo com a campanha da Covid, então quando tínhamos só a vacina da gripe, nós colocávamos em todos os nossos postos, mas para evitar confusão de aplicação de vacina Covid e gripe, nós elegemos oito postos de vacinação referência para a gripe e mais a Cidade da Criança para os mais novos, gestantes e puérperas para que possamos separar os públicos.

Ainda se tem muita dúvida com relação a quem tomou a vacina contra o Cononavírus deve esperar para tomar a da gripe. Qual é o prazo estabelecido?

Charbell:  Primeiro lugar lembrar que quem tomou a primeira dose da CoronaVac é melhor esperar para tomar as duas doses logo e mais 15 dias para tomar a da gripe. Se você tomou a AstraZeneca, tome a primeira dose e espere 15 dias para a da gripe porque a segunda dose é com três meses, tem bastante tempo para se vacinar nesse intervalo.

Como estão os casos em Campos com o avanço da vacinação?

Charbell: Nós tivemos uma redução absurda na quantidade de idosos doentes. Agora ela se deslocou para a faixa de 50, 40 anos de idade, o que nos preocupa muito. Mas por outro lado a gente fica feliz porque nossos vovôs e vovós estão protegidos e essa proteção está sendo monitorada, até mesmo aquelas que tomaram a CoronaVac com intervalo acima de um mês, também estão sendo monitorados para ver quanto a vacina vai ser eficaz para as pessoas.

 

 

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.