Prefeitura de Araruama identifica frascos de vacina com quantidade menor de doses

Segundo o município, as perdas em frascos entre 23 de março e 12 de abril chegam a 281 doses


15 de Abril de 2021 | 09h20

A Prefeitura de Araruama, na Região dos Lagos do Rio, informou que identificou o recebimento de frascos da vacina CoronaVac com quantidade de doses menor do que as descritas na embalagem.

Cada frasco deve ter 10 doses. Segundo o município, entre 23 de março e 12 de abril, a Prefeitura recebeu a quantidade reduzida em pelo menos 234 frascos.

Somando todas as perdas, a quantidade de doses a menos chega a 281, segundo o município.

A Prefeitura informou que informou o caso à Anvisa, conforme orientação do Ministério da Saúde, e que enviou um ofício para o Governo do Estado do Rio de Janeiro e aguarda respostas.

Na terça-feira (13), o Instituto Butantan informou que vai revisar a bula da CoronaVac após queixas de pelo menos 12 estados sobre frascos com menos doses.

O Instituto admitiu ainda a possibilidade de incluir um QR Code na bula da vacina CoronaVac para orientar a extração de 10 doses em cada frasco do produto.

Ministério da Saúde afirmou que a orientação é para que estados e municípios registrem no formulário técnico quando não for possível aspirar o total de doses declaradas nos rótulos das vacinas, e que a análise dessas ocorrências seja conduzida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A agência declarou que todas as hipóteses estão sendo avaliadas para que se verifique a origem do problema e não haja prejuízos à vacinação em curso no país.

A equipe entrou em contato com o Governo do Estado do Rio e com a Anvisa para saber se os ofícios enviados pela Prefeitura de Araruama foram recebidos e qual o próximo passo após a identificação da redução das doses e aguarda o retorno.

 

Fonte: G1


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.