Foragido da Operação Cardiopatas é preso pela PF em SJB

A operação investiga suspeitas de fraudes à previdência que passam de R$ 4 milhões no Norte Fluminense


05 de Abril de 2021 | 10h26

Previous Next

Um homem, acusado de participação no esquema de fraudes à previdência no Norte Fluminense foi preso nesse domingo (04) em São João da Barra, durante cumprimento de mandado de prisão da Polícia Federal. 

Rogério Vasconcellos Maciel era o último dos investigados da Operação Cardiopatas que seguia foragido.

O mandado de prisão preventivo foi expedido pela Polícia Federal de Campos.

Segundo o delegado Paulo Cassiano, Rogério funcionava na época da investigação como intermediário entre segurados, funcionários e médicos do INSS.  

De acordo com a PF, no curso da investigação, foram comprovadas fraudes em 34 benefícios por incapacidade, entre auxílios-doença e aposentadoria por invalidez. O prejuízo apurado é de pelo menos R$ 4.373.151,04 à previdência, segundo a polícia.

O nome da operação se deve ao fato de a maioria dos beneficiados pela organização criminosa terem simulado miocardiopatia dilatada ao INSS com base em documentos ideologicamente falsos.

A Operação ocorrida em 2017 aconteceu em Campos, São João da Barra, Italva e Casimiro de Abreu. 

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.