Estado deverá ter campanha sobre ansiedade causada por tecnologia

A campanha deverá constar no calendário permanente da Secretaria de Estado de Saúde


01 de Março de 2021 | 17h18

O estado poderá ter campanha sobre os riscos da nomofobia - que é a angústia da ausência de comunicação via celular ou outra tecnologia. É o que determina a Lei 9.189/21, sancionada pelo governador em exercício, Cláudio Castro, e publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (1º).

A campanha deverá constar no calendário permanente da Secretaria de Estado de Saúde (SES) para ser implementada nas redes de saúde pública e privada. Ela determina que hospitais, ambulatórios e postos de assistência médica informem aos pacientes sobre os efeitos colaterais da nomofobia.

“É importante percebermos os aparelhos eletrônicos como instrumento facilitador e o problema não está com ele e sim com o mau uso que podemos fazer deles. É importante utilizar a Internet de maneira saudável, para promover o aprendizado, estabelecer boas relações e se comunicar. É fundamental manter um limite, afinal, as pessoas devem manter total controle sobre sua vida e não um determinado site ou aplicativo que vai ditar o comportamento”, justificou o autor, o ex-deputado Waguinho.

Fonte: Alerj


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.