Deputado e Bancada Fluminense destinam mais recursos para a UFF de Campos

Valores somam R$ 38 milhões para obra no Campus Universitário XV de Novembro


27 de Fevereiro de 2021 | 07h58

Nesta semana, a Universidade Federal Fluminense (UFF) recebeu mais R$ 18 milhões de reais em emendas para investir nas obras do campus da instituição em Campos dos Goytacazes. A iniciativa do deputado federal Christino Áureo e outros parlamentares fluminenses visa o término da construção de dois prédios de sete pavimentos que abrigarão os cursos da universidade no municípios do Norte Fluminense. Os alunos de diversas áreas estudam, até hoje, em salas de aula montadas em contêineres, e o novo prédio irá oferecer mais conforto e possibilidade de expansão da universidade no polo. Para Christino Áureo, interiorizar o acesso ao conhecimento é fundamental para o desenvolvimento do Estado.

- Como representante do interior, luto para que haja cada vez mais qualidade de vida, acesso a informação e tecnologia nas cidades do nosso Estado. A grande concentração de pessoas e empregos na Região Metropolitana prejudica o nosso desenvolvimento, precarizando a vida nas grandes cidades e tornando os municípios do interior menos atrativos para os jovens. Temos que investir na interiorização do conhecimento e do emprego – avalia o deputado.

No início do último ano, os parlamentares já haviam destinado R$ 20,17 milhões para a UFF. Este aporte complementar permitirá o término da construção do Campus Universitário XV de Novembro. A previsão é de que em 15 meses a obra seja entregue para a população. A articulação contou com a participação dos deputados Chico D’Angelo, Talíria Petrone, Jorge Braz, Alexandre Molon, Christino Áureo e Clarissa Garotinho.
Agradecimento

O reitor da UFF, Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, agradeceu a sensibilidade e o compromisso da Bancada do Rio de Janeiro com a educação.

- Trabalhamos arduamente no relacionamento institucional com os deputados federais para a liberação desses recursos, que eram fundamentais para a finalização das obras no segundo semestre de 2021. São ventos de esperança, de notícias boas muito necessárias. Com os dois prédios em funcionamento, ofereceremos instalações ideais para aumentar a produção acadêmica da comunidade, e o número de atendimentos gratuitos à população, tais como as consultas realizadas no Serviço de Psicologia Aplicada e os acompanhamentos promovidos pelo curso de Serviço Social, a fim de gerar o bem-estar físico, psicológico e a redução de situação de risco, para as comunidades menos favorecidas. Isso tem alcançado resultados bastante positivos, e o reconhecimento, pelos usuários, de um bom atendimento. Importa também valorizar o impacto econômico positivo causado pelo empreendimento, com geração de emprego, renda e arrecadação de tributos - disse  Antonio Claudio.

Fonte: Ascom


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.