Escola Firjan SESI está com matrículas e rematrículas abertas em Macaé e Itaperuna

Processo inicial pode ser feito virtualmente pelo site da Escola Firjan SESI; aulas começam na próxima quarta


27 de Janeiro de 2021 | 15h13

Falta pouco para o reinício das atividades escolares, e a Escola Firjan SESI ainda tem vagas abertas para alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental. Mas como a pandemia ainda é uma realidade, as matrículas e rematrículas podem ser feitas on-line pelo site da Escola Firjan SESI: www.escolafirjansesi.com.br/matriculas. O processo estará aberto até 31 de março, mas as aulas recomeçam já na quarta-feira da semana que vem, dia 3 de fevereiro.

Os pais interessados devem se cadastrar no site e, em seguida, serão convidados, junto com os futuros alunos, para uma reunião on-line com a equipe pedagógica. Na ocasião, eles também farão uma visita virtual à escola. O primeiro contato também pode ser por meio de um encontro presencial e visita guiada, respeitando todos os protocolos de segurança da pandemia.

“Ninguém escolhe uma escola para o filho sem conhecer as pessoas que estão envolvidas, o projeto que está sendo desenvolvido e a proposta de educação que é defendida”, explica o gerente de Educação Básica da Firjan SESI, Giovanni Lima.

 

O industriário do futuro

A Firjan SESI tem escolas com foco no Ensino Fundamental e Ensino Médio, inseridas no contexto de uma transformação profunda da sociedade e da indústria, que muitos caracterizam como a 4ª Revolução Industrial. Com isso, a proposta da Escola Firjan SESI se apoia na fundamentação científica associada à vocação tecnológica, com ênfase na engenhosidade, no pensamento crítico e na criatividade e capacidade de inovação. E para ajudar os jovens a desenvolverem essas características, ao longo das duas etapas do Ensino Fundamental o trabalho se desenvolve com projetos inovadores nas áreas de matemática, leitura, artes, ciências humanas e naturais. Já o Ensino Médio é associado a um curto técnico da Firjan SENAI, consonante à vocação da instituição e da indústria.

Um exemplo é o uso da robótica como instrumento pedagógico, envolvendo pesquisa, exploração da tecnologia e programação. As atividades maker são essenciais para a abordagem integrada de ciências, artes e tecnologia. Já o programa Firjan SESI Matemática associa jogos, investigação e senso crítico, a fim de dar à matéria uma perspectiva instigante e desafiadora. Por outro lado, o projeto pedagógico visa ao pleno desenvolvimento humano de seus estudantes, envolvendo aspectos cognitivos, afetivos e sociais, enquanrto a arte entra para potencializar a sensibilidade e a criatividade.

“Estes são justamente os principais diferenciais das unidades da Escola SESI: a valorização da tecnologia de aprendizagem, com ênfase na cultura maker, robótica e laboratório de ciências. Tudo integrado com as disciplinas padrões da educação básica. Soma-se isso um acompanhamento mais individualizado de cada aluno, além, claro, da qualidade inegável das equipes”, disse o coordenador operacional da Educação Básica em Macaé, Sávio Augusto Magaldi

Fonte: Ascom


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.