Operação prende sete pessoas por furto de combustível nos dutos da Petrobras

Operação realizada entre a Polícia Civil e o Gaeco acontece em cinco estados


04 de Dezembro de 2020 | 08h19

A Polícia Civil e o Ministério Público fazem na manhã desta sexta-feira (4) uma operação contra uma quadrilha suspeita de furtar combustível de dutos da Transpetro e da Petrobras.

Ao todo, foram expedidos 14 mandados de prisão preventiva e, até as 6h30, sete pessoas tinham sido presas, uma delas no Paraná.

Segundo a polícia, o grupo agia em cinco estados da região Sudeste — Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo — e também no Paraná. Só no Norte do Rio de Janeiro — Quissamã e Carapebus — o grupo teria feito 12 perfurações.

O prejuízo estimado é de R$ 25 milhões para a Petrobras.

A ação é um "Operação Sete Capitãs, que ocorreu em novembro do ano passado.

"São mais seis meses de investigação. E agora a gente conseguiu identificar toda a cadeia criminosa. É importante ressaltar que essa operação é da Polícia Civil em conjunto com o Gaeco, aqui do estado do Rio de Janeiro", explica o delegado Felipe Curi.

"Conseguimos identificar toda a cadeia criminosa, desde as lideranças, os responsáveis pelas perfurações, as pessoas que também eram responsáveis pelo transporte do combustível até o Paraná. Esse grande receptor que foi preso agora. Ele tinha um grande galpão e receptava 80% desse combustível que era subtraído, que era furtado", completou.

Curi explica que, além do dano financeiro, a quadrilha também causava uma série de danos ambientais e um número indeterminado de vítimas.

Fonte: G1


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.