Músico é agredido por 7 homens em São Fidélis e denuncia homofobia

Guilherme Azevedo teve o ombro e dedos quebrados, além de seis pontos na cabeça


19 de Setembro de 2020 | 09h40

O músico Guilherme Azevedo, irmão do repórter André Azevedo, da Globo, usou suas redes sociais para denunciar as agressões que sofreu na última quinta-feira (17), em São Fidélis. Guilherme relatou que o crime aconteceu na beira de um rio, na rua de sua casa.

"Isso já vinha acontecendo, já fazia um mês mais ou menos. Diariamente eu vou ali para fumar um cigarro, para me alongar, para olhar o rio, para começar meu dia e sempre tenho encontrado com esses moleques, que ficam fazendo piadinha, olhando para mim", relatou.

O músico teve o ombro e dedos quebrados, cotovelo machucado, além de escoriações pelo corpo e seis pontos na cabeça. Guilherme também relatou que fazia questão de exibir as agressões e ressaltou que homofobia é crime.

 

Fonte: O Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.