Campos não receberá participação especial pela primeira vez na história

São João da Barra também não vai receber


12 de Agosto de 2020 | 08h10

Desde que começou a ser paga, em 2000, essa é a primeira vez que Campos não receberá a participação especial (PE) da produção de petróleo. O mesmo cenário acontece com São João da Barra e outros municípios como Carapebus, Macaé e Rio das Ostras. Ou seja, o mês de agosto pode provocar um baque profundo na economia dessas cidades. O valor é pago de forma trimestral

Um grande sinal de que o pior estava por vim aconteceu em maio, quando Campos recebeu somente R$ 1,1 milhão, o menor repasse de todos os tempos.

Já em São João da Barra - que também não recebeu em fevereiro - teve em maio um mês com grande baixa e o município recebeu na ocasião apenas R$ 5,9 mil.

Vale ressaltar que tanto Campos quanto São João da Barra vão receber nesta quarta-feira (12), o repasse extra de royalties - provenientes da produção em campos de petróleo compartilhados – mas, esses valores giram abaixo da casa de um milhão. Campos receberá R$ 846.038,22 e São João da Barra R$ 601.010,41.


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.