Caso Daniel: jovem envolvida na morte do jogador é presa por suspeita de tráfico

Segundo a Polícia Civil, Evellyn Brisola Perusso foi presa com 3 kg de maconha


08 de Agosto de 2020 | 11h42

Evellyn Brisola Perusso, denunciada por fraude processual no processo sobre o caso da morte do jogador Daniel Correa, foi presa em flagrante em Curitiba nesta quinta-feira (6) por suspeita de tráfico de drogas.

Ela foi encaminhada para a carceragem feminina do 5º Distrito Policial. De acordo com informações da Polícia Civil, Evellyn foi abordada por policiais enquanto carregava três quilos de maconha na bolsa.

Os policiais que realizaram a prisão disseram no boletim de ocorrência que a jovem jogou a bolsa no chão ao notar a presença dos militares, o que teria chamado a atenção.

Por não ter ciência de todas as circunstâncias da prisão, a defesa de Evellyn não se pronunciou.

Acordo com a Justiça

Denunciada por fraude processual no caso Daniel, Evellyn fez um acordo com a justiça para suspender o processo. No acordo, ela se comprometeu a não deixar a cidade por mais de oito dias sem comunicar a Justiça, 270 horas de serviços comunitários e a não se encontrar com testemunhas ou acusados no processo.

A decisão tomada pela juíza Luciani Regina Martins de Paula, dizia que caso Evellyn descumpra algum desses compromissos, o acordo seria invalidado.

Dos setes réus indiciados pelo crime, apenas Evellyn não chegou a ser presa. Edson Brittes é o único dos envolvidos que está preso

 

Fonte: O Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.