Cidennf realiza reunião para viabilização de adesão ao SISBI-POA

Isso garantirá que produtores comercializem seus produtos de origem animal em todo o país


05 de Agosto de 2020 | 15h55

"Apresentação das Ações de Adequação do Consórcio-Cidennf para Adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA)" foi tema da reunião virtual, realizada nesta terça-feira (4), pelo Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminense (Cidennf) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A reunião abordou a importância da adesão do SISBI-POA ao Cidennf – sendo primeiro Consórcio Público do Estado do Rio de Janeiro a aderir ao sistema, e que garantirá que as pequenas, médias e grandes agroindústrias localizadas nos sete municípios pertencentes ao Cidennf: Campos dos Goytacazes, Cardoso Moreira, Conceição de Macabu, Italva, Quissamã, São Fidélis e São Francisco de Itabapoana, comercializem os seus produtos de origem animal em todo país.

"Estamos vivendo um momento muito difícil para todos, mas é preciso enxergar no horizonte um caminho pós-pandemia. O Cidennf vem desempenhando vários programas para que consigamos cumprir a missão de uma das nossas vocações, que é a agricultura. Agradeço o Mapa pela grande oportunidade que irá fortalecer ainda mais a economia da nossa região, através da implantação SISBI-POA no consórcio", destacou Vinícius Viana, secretário Executivo do Cidennf.

Para o auditor fiscal Federal Agropecuário (Mapa), Luis Eduardo da Silva, o SISBI-POA no Cidennf trará, de forma geral, o desenvolvimento econômico para as regiões Norte e Noroeste Fluminense. "É trabalho de desenvolvimento, sem abrir mão da produção do alimento seguro. A importância desse sistema para o serviço de inspeção é a integração, através da padronização e harmonização desse procedimento em todo país, garantindo a inocuidade dos produtos de produto animal, compartilhando as responsabilidades de saúde pública, entre outros valores", avaliou.

Participaram da reunião virtual, o secretário de Agricultura do Estado do Rio, Marcelo Queiroz; prefeitos, secretários de Agricultura, veterinários, presidentes e representantes das Câmaras de Vereadores de todos dos municípios consorciados; além de representantes das seguintes entidades: Sebrae, Embrapa, Senar e Sindicato Rural de Campos dos Goytacazes.

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.