Polícia Federal investiga irregularidades na saúde de Campos

A denúncia foi feita pelo vereador Álvaro Oliveira e encaminhada para o MPF que por sua vez, encaminhou para a PF


30 de Julho de 2020 | 15h02

O vereador Álvaro Oliveira (PSD) de Campos informou, durante um vídeo publicado em sua rede social, que a denúncia protocolada por ele sobre suspeitas de superfaturamento em licitações na Secretaria de Saúde de Campos, viraram inquérito policial na Polícia Federal.

— Eu fiz uma denúncia no ano passado no Ministério Público Federal (MPF) dando conta das suspeitas e indícios de direcionamento de licitações na Secretaria de Saúde. Demos os nomes de algumas firmas e os valores que elas receberam ao longo dos anos daquela dispensa de licitação de 2017 . Existe a suspeita de favorecimento de licitação— contou.

Segundo a denúnica, só em dispensa de licitação em 2017 foram mais de 70 milhões de reais em gastos com a saúde municipal. 

O vereador também fala do abandono do Hospital Ferreira Machado (HFM) e do Hospital Geral de Guarus (HGG), que segundo a denúncia, estão abandonados.

— Também falo do abandono do HGG e do HFM, porque com aquelas licitações altíssimas, nenhum dos dois tinham medicamentos, as instalações precárias. Juntei tudo e que eu tinha, todas as visitas, fotos, diário oficial e mandei para o MPF, que após análise, eles resolveram encaminhar para a PF e foi aberto o inquérito policial — disse.

O NF notícias entrou em contato com a Prefeitura de Campos que em nota informou que, "O município busca sempre a transparência, sendo referência no país no que diz respeito à prática. Com a certeza da lisura de todos os seus processos, dará as respostas necessárias sempre que preciso, inclusive aos órgãos de fiscalização".

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.