Eleições municipais deste ano podem ser adiadas por dois meses

Ainda não há uma definição sobre o tema


03 de Junho de 2020 | 12h57

Uma proposta de emenda à Constituição (PEC 22/2020) adia o calendário eleitoral deste ano em dois meses, para evitar aglomeração de pessoas nas convenções partidárias, marcadas a partir de 20 de julho.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, admite a possibilidade de adiamento, desde que seja pelo mínimo tempo necessário.

O presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre, defende o diálogo entre as instituições antes de qualquer decisão.

Fonte: Agência Senado


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.