Novo Desenvolvimento Econômico

Novo Desenvolvimento Econômico

19 de Agosto de 2019 | 09h36

COISAS DE UM NOVO BRASIL


Após as eleições presidenciais de 2018 o Brasil passou a criar um otimismo junto ao povo, empresários e industriais.

Ficamos quase duas décadas patinando em discursos sem objetividades e vendo crescer  o desemprego e cair o grau de investimentos no país.

A corrupção que sempre existiu em nosso país desde o nosso descobrimento em 1500 alcançou índices  alarmantes como nunca visto na história do Brasil.

O povo já cansado, clamou por mudanças  e esgotado dessa roubalheira desenfreada foi as urnas e às concretizou.

Hoje temos um presidente simples, sincero (até de demais) que muitas vezes não mede as suas palavras, mas fala o que a população de bem desse pais quer e necessita ouvir.

Ele não está preocupado se vai agradar a mídia ou a torcida. Ele fala o que pensa e agrada em muito os seus eleitores. Afinal ele foi votado para apoiar a operação Lava Jato e ajudar a prender os corruptos do nosso país. Isso inclui pessoas da classe política (não importa se de direita ou de esquerda), do judiciário e da sociedade civil.

O povo clama pela volta da ética de dos bons costumes. Pela valorização da religião e da família e por consequência, o respeito a nossa bandeira verde e amarela e ao patriotismo tão fora de moda nos últimos anos.

A coisa começa a se mostrar produtiva e a confiança voltou. Vou começar a relatar alguns casos de investimentos e confiança nesse NOVO BRASIL .

- A Duratex vai investir US$1 Bilhão no Brasil. Fabricante de painéis de madeira , louças e metais sanitários, anunciou uma Joint Venture com o grupo Austríaco Lenzing para entrar no segmento de celulose solúvel do tipo viscose. Vão investir em uma fábrica no Triângulo Mineiro, com capacidade de se produzir 450 mil toneladas/ano.

- A SHELL prevê investir até US$ 14 Bilhões em Óleo & Gás no país até 2025. Ela considera o Brasil um dos quatros principais países do mundo para as atividades do Grupo.

- O Conglomerado Acron ( Grupo Russo) vai desembolsar R$3,2 Bilhões pela Planta de Fertilizantes Nitrogenados da Petrobrás, pelas obras já executadas e ainda vai investir mais R$5 Bilhões, além de R$40 Milhões a 178 fornecedores que haviam levado calote da Petrobrás.

- A Multinacional West Rock, empresa Norte Americana dos setores Florestal e de Papel, vai aumentar a capacidade instalada da unidade de Três Barras em Santa Catarina com um investimento de R$ 13 Bilhões.

O carro chefe é o segmento de papel Kraft de alta performance e  emprega 2,2 mil pessoas no País. Ela pretende também aumentar a produção de papelão  ondulado, que será possível graças a entrada em operação da unidade de Porto Feliz ( SP) onde foram aportados outros US$ 125 Milhões.

- Suzano anunciou o objetivo de investir R$ 6,4 Bilhões até dezembro deste ano. Entre os projetos previstos estão investimentos em modernização e expansão, estrutura, logística, terras e manutenção operacional. O montante equivale a 20% da receita líquida pro forma da  Companhia em 2018, calculada a partir dos resultados alcançados separadamente pela Suzano Papel e Celulose e pela Fibria.

As duas empresas que deram origem à Suzano; concluíram a fusão em  14 de Janeiro de 2019 e desde então opera como única companhia.

- A Volkswagem prepara novo plano de investimento para o Brasil. O atual aporte de R$ 7 Bilhões, termina em 2020 e vai precisar de continuidade para sustentar a expansão que a marca projeta para a o País.

Segundo Pablo Di Si que é o presidente  da Companhia na América do Sul. Ele também acredita no aumento das exportações, já que a empresa vem no crescente e ano passado aumentou 11% sobre 2017.

A meta atual é retomar a liderança do mercado no tocante as vendas, resgatando por exemplo o legado do GOL que foi líder por 2 décadas.

- A Toyota vai investir US$ 1.6 Bilhão no Brasil e São Paulo receberá US$ 1 Bilhão de imediato para produzir uma versão Híbrida Flex, capaz de rodar com Eletricidade, Gasolina ou Etanol. As vendas começam em outubro próximo e as exportações no início de 2020. Será o primeiro Híbrido Flex do mundo.

- A Nestlé investe R$ 300 Milhões no setor de Cafés Premium no Brasil. Esse valor corresponde a um quinto do total de R$ 1.5 Bilhão programado para o ano, afinal o Brasil é o quarto maior mercado no mundo para a empresa.

A Nestlé obteve o direito de usar a marca Starbucks no varejo em um acordo de US$ 7 Bilhões. Isso faz parte de uma estratégica de lançamento que inicialmente inclui 14 países e visa a ampliar as vendas de cápsulas do tipo Nespresso fora das butiques da marca.

Os produtos  Starbucks terão características próprias, mas a cápsula será igual à da Nespresso.

- A Fiat vai investir R$ 8.5 Bilhões na sua fábrica de Minas Gerais. O montante será  aplicado até 2024 na expansão da unidade. Parte desse valor será usado para uma nova linha de motores  turbo. A expectativa  é gerar 9 mil empregos no período.

Recentemente a General Motors anunciou um aporte de R$ 10 Bilhões em suas plantas no Estado de São Paulo.

A Honda também divulgou aporte de R$ 500 Milhões no seu parque na Zona Franca de Manaus. Ainda no primeiro semestre a Hyundai  anunciou aporte de R$ 125 Milhões para aumento da Planta de Piracicaba ( SP).

O investimento   da Scania do Brasil  visa  longo prazo,  o foco é principalmente o desenvolvimento de produtos com combustíveis  alternativos. Eles estão estudando e desenvolvendo todos os tipos de tendências, passando pelo Gás Natural, Híbridos, Elétricos, etc. O programa de investimentos é da ordem de R$26 Bilhões e está em curso no país e vai até o final de 2020.

Enfim todos os casos acima citados são  o  início da nossa retomada econômica.

Não existe no mundo um país mais propício ao investimento estrangeiro. Somos hoje a nona economia do mundo e temos uma extensão territorial de um continente. Sem falar de uma população de quase 210 milhões de pessoas. Portanto o que nos falta é recuperar a credibilidade perdida dos últimos anos e mostrar ao mundo que não aceitamos mais a corrupção e que a Lava Jato é um exemplo a ser seguido por todos os países Finalmente floresce um NOVO BRASIL.

Forte Abraço e até a próxima semana , VICTOR AQUINO.


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.

Quem Sou

Victor Aquino

Arquiteto/ Urbanista há 39 anos Sócio do escritório de Arquitetura e Planejamento STUDIO+2 e da ARQHOSPITALAR Superintendente Portuário e Industrial de São João da Barra - RJ victor@arqhospitalar.com.br