Tempos Modernos

Tempos Modernos

10 de Julho de 2019 | 13h06 - Atualizado em 10/07/2019 13h21

Governo estuda enviar Exército para a Amazônia


Previous Next

Outro dia, em uma roda de amigos, alguém mencionou uma questão muito interessante: todas as campanhas publicitárias realizadas, por exemplo, por universidades e cursos técnicos, em sua grande maioria, adotam como estratégia publicitária slogans próximos à “você empregado e no mercado de trabalho”.

Por conta do que ouvi, passei a me questionar sobre o tema e cheguei à conclusão que, possivelmente, as campanhas publicitárias estejam caminhando na contramão do mundo que vivemos atualmente, pois, talvez, o que a sociedade precisa no momento é de incentivo à abertura de novos negócios que, após abertos, poderão sim colocar “você empregado e no mercado de trabalho”.

Em outras palavras, acredito que não devemos nos preocupar somente com a formação de mão de obra, mas também com o fomento à abertura de vagas de empregos capazes de absorver tais mãos de obra formadas.

Por esse motivo, com objetivo de incentivar que outras pessoas também tentem novos voos, abro espaço para um jovem empreendedor que, do zero, na cara e na coragem, abdicou da segurança de uma carteira assinada e iniciou um empreendimento que hoje, através de muita luta e 0% de dinheiro público, emprega cinquenta e sete pessoas, gera renda para nossa cidade e prospera dia-a-dia.

Sem mais delongas, abro aspas para que nos parágrafos abaixo, Gilberto Filho, Betinho, ou Beto da Pizza, nos fale um pouco mais sobre início, planejamento e objetivos.

“Novos tempos, novas estratégias, novas possibilidades. O mundo nunca esteve tão globalizado, dinâmico, competitivo e exigente, é verdade. Porém, também é verdade que nunca esteve com tantas oportunidades, ferramentas e principalmente conhecimento disponível e compartilhado. Histórias de empreendedores que começaram do zero, sem nenhuma estrutura e preparo são realmente inspiradoras e louváveis, porém serão cada vez mais raras. Força de vontade, determinação e comprometimento sempre foram e serão ingredientes fundamentais para o sucesso não só nos negócios, assim como em todas as áreas que o ser humano se dispõe a atuar. Todavia, em tempos modernos já não é o bastante.

Topei o desafio de tentar resumir em um artigo, um assunto que daria para escrever um livro.  Mas tudo bem, empreendedores realmente são movidos a desafios e a zona de conforto, na verdade nunca é confortável. Portanto, espero que compartilhando alguns pontos da história de empreendedorismo do Pizza Bus, possa gerar insights objetivos e valiosos para aqueles que realmente estão dispostos a realizar os seus sonhos, empreender de verdade e deixar o seu legado. Acredito fielmente que a maior dificuldade em empreender, em especial no Brasil, não está na forte concorrência e competitividade do mercado, altíssima carga tributária, processos infinitamente burocráticos, juros estratosféricos e falta de mão de obra qualificada. Essas são apenas as regras para entrar nesse jogo no nosso país. O maior desafio na verdade, está dentro de cada empreendedor na busca incessante por informação, senso crítico, criatividade, planejamento e principalmente capacidade de execução, já que de boas ideias o mundo está cheio.

Em meados e 2012, o Pizza Bus era uma organização com duas mil quatrocentas e oitenta e sete operações em dez países e causando um grande impacto global, com diversos projetos socioambientais, promovendo capacitação, oportunidades e pressionando governos a tomarem decisões pensando na qualidade de vida da população. Já em outubro de 2013, o Pizza Bus era apenas uma portinha de aproximadamente cinquenta metros quadrados no coração da Pelinca em Campos dos Goytacazes. Mas o que aconteceu nesse tempo? Bem, o sonho, o objetivo e principalmente o propósito claro virou um projeto e começou a sair do papel para virar realidade. Tudo tem um começo, o marco zero, e sim é possível. Ressalto aqui que o projeto Pizza Bus foi fruto de muito preparo, especialização, planejamento e estratégia. Tudo, desde o modelo de negócio, produto, forma de expansão e temática da marca foram meticulosamente pensados para viabilizar o objetivo almejado. Não podíamos errar nesse começo, o futuro da minha família estava em jogo.

Hoje, existem diversas formas de captar recursos para iniciar um empreendimento. Desde linhas de créditos do FUNDECAM, AGERIO, BNDES, crowdfunding a rodadas de investimento. Na época segui o caminho que a maioria dos empreendedores sem capital para investir escolhem para começar um negócio, consegui um sócio investidor. Sócio esse que viria a ser não apenas investidor, mas também sonhador, cofundador e integrante de peso da equipe Bus. O melhor e pior sócio que um empreendedor poderia arrumar. Meu mentor, maior apoiador e exemplo, meu pai. Exatamente em um momento em que ele estava se desligando de uma outra empresa, passamos a sonhar juntos e esse sócio investiu as suas últimas economias que restavam em nosso projeto. Era o suficiente apenas para começar, com a estrutura mais simples possível. Pois garanto, caro leitor que pretende iniciar um negócio, que nesse exato momento, as oportunidades de investimento estão aí à sua volta, cabe a você identificá-las. Você só precisa começar.

Inauguramos então a primeira unidade piloto Pizza Bus e com seis meses de portas abertas, o negócio era um sucesso.  A estratégia se mostrou realmente certeira. Os clientes faziam fila no caixa e logo tivemos que alugar a loja ao lado para a nossa primeira expansão. A partir desse momento, toda a expansão Pizza Bus aconteceu com financiamento bancário, sem trambiques, lobby, garantias como imóveis ou algo do tipo. Até hoje sou eternamente grato por ter compreendido desde cedo, a importância de um bom plano de negócios, autoconfiança e bom relacionamento com os bancos.

De lá para cá, muita coisa aconteceu. Muitos acertos, erros e aprendizado. Descobrimos que entre planejamento e execução existe um enorme abismo que se chama vida real. É aí que entra a habilidade do empreendedor em se reinventar, adaptar e responder rápido aos imprevistos. E nesses quesitos temos que concordar que o brasileiro é artista em criatividade e até que o jeitinho brasileiro serve para alguma coisa positiva. Hoje, o Pizza Bus já possui unidades franqueadas operando em cidades do Rio de Janeiro, inclusive a Capital, devendo chegar ao Espírito Santo ainda em 2019 e fechando o ano com um crescimento de 400% em relação a 2018. Um grande avanço rumo ao nosso propósito, que só foi possível graças ao apoio e empenho de toda a equipe Bus, parceiros e fornecedores, clientes, familiares em especial a minha mãe e amigos que ajudaram nos momentos mais difíceis, pois empreender é realmente uma montanha-russa de emoções.

Lembre-se caro leitor, você é o maior responsável e protagonista por seus projetos e resultados. Tudo o que você precisa para prosperar, está exatamente agora a sua disposição em algum lugar do universo, vá buscar. Já acreditaram em nós, hoje acredito em você. Mas não esqueça, ninguém faz nada sozinho.

Pizza Bus, de Campos para o mundo.”


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.