06 de Dezembro de 2017 | 15h22

Protesto na BR 356 em Campos chega ao fim e rodovia é liberada

No fim da manhã desta quarta (06), moradores de Três Vendas, em Campos, iniciaram um protesto contra a paralisação dos ônibus


Terminou na tarde desta quarta-feira (06), um protesto que bloqueava a BR 356 desde às 11h.

De acordo com a Polícia Rovoiária Federal, por volta das  14h30, equipes do Corpo de Bombeiros foram até Três Vendas, em Campos, apagaram o fogo, ateado em galhos e pneus, e desobstruíram a rodovia.

De acordo com os moradores, a manifestação no KM 117, da BR 356, foi em função da paralisação das linhas de ônibus da empresa Rogil, que passavam pela localidade. Há 13 dias, rodoviários suspenderam as atividades alegando atrasos nos salários.

Na segunda-feira (04), eles também bloquearam a BR 356 mas, por 10 dez horas.

A prefeitura de Campos se pronunciou em nota.

"O Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) vem tomando todas as medidas necessárias para retorno, o mais breve possível, do atendimento às linhas que são de responsabilidade da empresa Rogil. O IMTT continua cobrando a retomada de, no mínimo, 30% da frota da Rogil para suporte aos locais onde há limitação no atendimento.  Multas vêm sendo aplicadas à empresa pelo não cumprimento do contrato. O IMTT mantém a agenda de reunião com a Rogil e, nesta quinta-feira (07), se reúne com uma comissão de moradores das localidades de Lagoa de Cima, Imbé, Aleluia e adjacências. Na área urbana, permanecem os atendimentos aos bairros, através do transporte alternativo legalizado (vans). Linhas como Dores de Macabu, Serrinha, Ibitioca, Caxeta e Pernambuca também permanecem sendo atendidas. Está sendo avaliada a possibilidade do transporte alternativo legalizado estender o atendimento a algumas outras localidades".

Fonte: NF Notícias 
 

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.



veja também