20 de Abril de 2017 | 18h28

Campos participa de estratégia do Estado para aumentar imunização

O encontro aconteceu no auditório da Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia.


Equipe da Vigilância Epidemiológica da secretaria estadual de Saúde (SES) realizou, na manhã desta quinta-feira (20), uma reunião com representantes das Vigilâncias dos municípios da região Norte Fluminense, para debater as estratégias da vacinação contra a febre amarela, diante da baixa procura pela imunização. O encontro aconteceu em Campos, no auditório da Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia. No município, mais de 230 mil pessoas já foram imunizadas contra a doença.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica da SES, Rita Vassoler, apresentou dados em relação à circulação do vírus da doença no Estado e ressaltou que a estratégia deve ser montada com o intuito de garantir a vacinação principalmente na zona rural das cidades. 

— A gente tem que ter a garantia de que a população está vacinada. Então é preciso fazer uma varredura de quem ainda não se vacinou, principalmente na zona rural — comentou.

Como parte de uma nova estratégia, a diretora de Vigilância em Saúde de Campos, drª Andréya Moreira, ressaltou que vai contar com o apoio de equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e da Estratégia Saúde da Família (ESF) para identificar essas pessoas que ainda não se vacinaram nas áreas rurais e urbanas do município. 

— Vamos montar essa estratégia para identificar onde as pessoas que ainda não foram vacinaram estão localizadas e, a partir de então, irmos até elas para realizar a imunização — explicou ao acrescentar que a vacina contra a febre amarela ainda está sendo administrada em 18 postos de saúde, que são:  UBS do Parque Eldorado, UBS Dr. Félix Miranda, UBS do IPS, UBS de Conselheiro Josino, UBS Dr. Jamil Abido, UBS do Parque Prazeres, UBS de Saturnino Braga, UBS do Parque Santa Rosa, UBS de Terra Prometida, UBS de Custodópolis, UPH de Farol de São Tomé, sede da Secretaria de Saúde, UBS da Penha, UBS Alair Ferreira, Centro de Saúde de Guarus, Centro de Referência e Tratamento da Criança e do Adolescente (CRTCA) I e II, e UPH de Travessão.

Andréya salientou que boa parte da população da zona rural de Campos já foi vacinada devido aos bloqueios realizados nos distritos que fazem divisas com áreas de risco do Espírito Santo e dos distritos com áreas de mata e proximidades. 

Atualmente, o Estado contabiliza 10 casos confirmados de febre amarela em humanos, sendo dois óbitos. Do total, sete são de Casimiro de Abreu, sendo 1 óbito; um caso em São Fidélis; um em São Pedro da Aldeia; e um óbito em Porciúncula. O Estado conta ainda dois casos confirmados de febre amarela em macacos, sendo um em São Sebastião do Alto e outro em Campos.

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.



veja também