Campos se filia diretamente à FERJ e encerra parceria com Carapebus

Clube que acabou de voltar à Segundona vive momento de indefinição


16 de Março de 2017 | 08h15

Depois do rebaixamento à Série B1 do Campeonato Carioca, o Campos anunciou, nesta quarta-feira (15), o fim da parceria com a Associação Atlética Carapebus, firmada em 2014. O Roxinho obteve sua filiação direta à Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ), como Campos Atlético Associação, o que faz o projeto do Carapebus seguir adiante, possivelmente com outro nome, para a disputa da Segunda Divisão do Carioca.

Assim, o Campos Atlético Associação, agora desvinculado da diretoria que o comandou até o momento, pode voltar a campo na Série C do Carioca deste ano, caso cumpra os requisitos necessários. Porém, fica a dúvida se o Campos que caiu recentemente à Segundona trocará de nome – ou até de cidade – para a Série B1. O clube já tinha alterado seu nome para Campos Atlético Clube, embora a Federação nunca tenha deixado de chamá-lo de Carapebus.

A diretoria ficou de dar novos detalhes da cisão nesta quinta-feira. Na parceria, o Roxinho conquistou o terceiro lugar da Série C do Campeonato Estadual, em 2015, e o consequente acesso à Segunda Divisão. Em 2016, ficou com o vice-campeonato da Série B, avançando à Seletiva da Primeira Divisão deste ano, mas sem conseguir a classificação à fase principal. Com o rebaixamento, o time volta a disputar a Segundona, mas vive momentos de indefinição sobre as cores e o nome que utilizará.

Confira abaixo a nota divulgada pela diretoria do Campos:

"Hoje, em reunião dos gestores do clube e do futebol, após rebaixamento para a Série B1 do Campeonato Estadual, ficou decidido que a parceria do Campos Atlético Associação com a antiga Associação Atlética Carapebus será encerrada e o Campos Atlético Associação, o "Roxinho", promoveu sua filiação direta à FERJ.

Assim, os projetos seguem separados, e os gestores da antiga Associação Atlética Carapebus - que já havia promovido a alteração de sua denominação civil para Campos Atlético Clube - vão intensificar esforços para restabelecer sua identidade, buscar apoio e patrocínio e propiciar meios para participar da Série B1 2017, como determina o regulamento.

Ficou projetado um prazo de 15 dias para definição de uma posição oficial a ser noticiada à opinião pública."

 

 

 

***FutRio 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.