Audiência pública em SJB discute construção da rodovia RJ 244

A obra, que está a cargo do Governo do Estado, tem a finalidade de desafogar o trânsito de caminhões e carretas que trafegam pela BR-356


19 de Fevereiro de 2020 | 14h04

O projeto de construção da rodovia RJ 244, que visa ligar o Porto do Açu à BR-101, foi tema de uma audiência pública realizada na noite desta quarta (18) na Câmara de São João da Barra. A obra, que está a cargo do Governo do Estado, tem a finalidade de desafogar o trânsito de caminhões e carretas que trafegam pela BR-356 (atualmente a via mais utilizada para chegar ao porto).

Participaram da audiência, a prefeita Carla Machado, o presidente da Câmara, Aluizio Siqueira; demais vereadores, o engenheiro que elaborou o projeto da rodovia, Júlio Prata; o subsecretário de Parcerias e Concessões da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Gilmar Viana; o superintendente das concessões e convênios do DER, Fontinelle Fajardo; a superintendente de Logística da Secretaria de Estado, Celia Daumas e o presidente regional da Firjan, Fernando Aguiar.  

Pelo projeto, a obra trará benefícios ao transporte de cargas, reduzindo o tempo de deslocamento e conectando rodovias. Ao todo, serão 43 quilômetros entre a BR 101 e a RJ 240, com: oito viadutos, oito passagens e uma rotatória. Pelo traçado, seu acesso será de Ponta da Lama (Campos dos Goytacazes) a Água Preta (SJB), passando por Tocos e outras localidades da Baixada Campista.

A reunião durou cerca de quatro horas e foi marcada por muitos questionamentos por parte do legislativo e executivo. Vários pontos foram debatidos. Um deles foi a preocupação com as desapropriações, para não se repetir os problemas do passado. “Que as propriedades que serão afetadas sejam identificadas e que o Estado tenha o compromisso de cumprir com as indenizações tendo em vista que muitos produtores ficarão impedidos de produzir”, disse o presidente da Câmara, Aluizio Siqueira. Também foi sugerida, por parte do Governo, a realização de uma audiência pública no 5º Distrito, para ouvir a opinião dos moradores locais.  

Outro ponto levantado foi o término da Ponte da Integração, que vai ligar São João da Barra a São Francisco de Itabapoana – obra que se arrasta há décadas. Na opinião dos vereadores e da prefeita, o Estado deveria priorizar a conclusão da ponte. Para os parlamentares, o traçado da RJ 244 deveria ser modificado, de modo a passar por esta ponte e seguir pela RJ 240 até o Porto do Açu. A preocupação com os impactos sociais e ambientais também foram questionados pelo público. 

 

Fonte: Ascom


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.