Direita Campos inaugura sede no Centro

Local servirá para associação e apoiamento ao partido Aliança pelo Brasil


17 de Fevereiro de 2020 | 19h09

Previous Next

Foi inaugurado na tarde desta segunda-feira (17) a sede do Grupo Direita Campos, na avenida José Alves de Azevedo, 208, quase esquina com a rua Formosa. O grupo foi formado em setembro de 2013 com o objetivo de fortalecer as ideias do então deputado federal Jair Bolsonaro. Segundo o presidente da Direita Campos, Wander Júnior, á época da fundação ainda não existia a figura do Bolsonaro como presidenciável.

- Mas existia a figura de Bolsonaro como deputado que se levantava com as ideias que tem. E até hoje graças a Deus ele não nos decepcionou e acredito que nunca vai nos decepcionar pela firmeza que ele tem. Naquela época aconteceram alguns fatos que fez a gente conhecer Bolsonaro. Era uma época em que a esquerda tinha o monopólio da fala e a gente não poderia se expressar de forma alguma. E nesse momento a gente começou a observar que Jair Bolsonaro estava se levantando realmente como um herói. A esperança para a população brasileira. Aquilo que muita gente não tinha coragem de falar. Muita gente pensava, mas não tinha aquele ímpeto -, afirmou.

Wander explicou que o grupo começou a observar o ponto de convergência com os ideais de Jair Bolsonaro e desta forma eles começaram a seguir com o objetivo de difundir o pensamento de direita, até que 2014 o grupo ficou maior. “Na época que o povo pediu o impeachment da Dilma em 2015 e com os protestos “Fora Dilma” nós começamos a trabalhar mais e fizemos um primeiro ato na Praça São Salvador. Foi um momento em que colocamos para fora nossa emoção e depois a coisa foi aumentando e foi crescendo”, disse.

O presidente do Direita Campos afirmou que o grande ato do grupo aconteceu em 2017 no dia em que o ex-presidente Lula esteve em Campos. “Fizemos uma convocação do povo de direita aqui em Campos para que a gente fizesse um manifesto contra Lula. Nessa situação conseguimos mobilizar uma quantidade de pessoas tão grande que foi o maior ato contra o Lula no Brasil. Deu mais gente no nosso ato do que no ato pró-Lula. Depois aconteceu a campanha em 2018, carretas e vários atos. Fomos mostrando tanto o lado de idealismo político quanto o da política”, ressaltou.

-  A Direita Campos está disposição do povo campista, cresceu e tem se firmado e está chamando a atenção. Agora estamos na luta do Aliança pelo Brasil. Estamos com o nosso QG aqui no Centro para as pessoas que querem dar o apoio para a criação do partido voltado para a família e conservador que é o Aliança pelo Brasi. Vamos começar os cadastramentos da Aliança pelo Brasil aqui na sede e começar o processo de associados do Direita Campos. Vamos trabalhar bastante nessas duas frentes”, finalizou.


1 COMENTÁRIO


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.


Wander Paulo Da Silveira

19/02/2020 | 21h45
Muito bom!! Bola pra frente, o povo sente que está crescendo em alta velocidade a direita campos. Avante Direita Campos!!