Obras na BR-101, em Campos, devem começar em junho

Obra do trevo do Índio está prevista para iniciar no mês de junho e aguarda autorização da ANTT. A previsão é de que as obras terminem em dezembro


09 de Janeiro de 2020 | 14h56

O secretário de Desenvolvimento Econômico e presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), Felipe Quintanilha, representou o prefeito de Campos, Rafael Diniz, nesta quarta-feira (8), na reunião do Grupo Paritário para atualização das informações sobre o contorno e pista acessória no trevo do Índio e a finalização da duplicação da BR-101. O encontro aconteceu no Sesi, em Macaé. O município de Campos é o mais impactado da concessão, onde dos 177 km contratuais, 123km estão na cidade.

No encontro, o diretor de Operações da Arteris - concessionária que administra a rodovia -, Helvécio Tamm, explicou a motivação do grupo Paritário, ressaltando que a Concessionária está aberta para quaisquer questionamentos. "É importante a atualização das informações e o debate sobre a duplicação e contorno de Campos", destacou Tamm.

Ponto alto da reunião, a obra do trevo do Índio está prevista para iniciar no mês de junho e aguarda autorização da agência, especificamente da Gerência de Fiscalização. A previsão é de que as obras terminem em dezembro.

- Foi uma reunião bastante produtiva. O debate sobre contorno é essencial para o desenvolvimento do município e para melhorar a qualidade de vida dos campistas que cruzam a BR todos os dias. Quanto a este tema, foi explicado o histórico de alterações do projeto original e todas as partes acordaram em retomar o projeto original em pista simples. Teve uma pequena alteração do traçado para facilitar a execução, e também afastando da área de amortecimento do Parque do Desengano. A probabilidade é de início das obras em 2021 e conclusão em 2025 - explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Felipe Quintanilha.

Durante a reunião também foi confirmada a entrega, até o carnaval, da 3ª faixa da BR 101, em Manilha, região de São Gonçalo, trecho importante, pois diminuirá os congestionamentos frequentes no local. Foi liberada ainda, a licença do km 144 até o KM 177, com obra prevista para começar no mês de março. No total, serão mais 33km de duplicação, ficando pendentes os 13km em frente à reserva biológica União.  Atualmente, há 126 km prontos e duplicados da BR-101, de um total de 176 km de duplicação.

Já o trecho urbano de Casimiro de Abreu aguarda autorização da ANTT para início de obra, que será um grande viaduto em duas passagens separadas. O prazo de execução da obra é de 24 meses e o viaduto será no mesmo sentido da BR-101 atual, com todos os contornos sendo feitos em pistas acessórias municipais.

Outros assuntos debatidos foram o trevo da Pedreira em Macaé, no km 169, com proposta de empresários para custear a melhoria do raio de curvatura e as melhorias em Travessão, com projeto funcional já na agência para aprovação e proposta de começar as obras ainda neste ano.

Durante o encontro também foi ressaltado que, era previsto um investimento da concessionária no valor total de R$ 1.7 bilhão e, atualmente, iniciando o 13º ano de concessão, já foram investidos R$ 1.1 bilhão.

Outro tópico discutido entre o grupo paritário foi a obra entre os km 215 a 217, pouco antes de Casimiro de Abreu, que ainda não foi feito por questões técnicas, devido as chuvas. A ideia é retomar essa obra em fevereiro ou março.

Em 2019 morreram 69 pessoas em acidentes de trânsito na BR, o menor número desde o início da concessão.  No total, morreram 45 mil pessoas por acidentes de trânsito no Brasil. Durante a reunião foi anunciada a instalação de cerca de 50 novas câmeras na rodovia, atingindo mais de 70% de área de cobertura. A rodovia tem 107 câmeras atualmente.

Por solicitação da ANTT, essas novas câmeras serão instaladas em locais onde há problemas de sinal de celular. As câmeras e postes estão comprados, aguardando apenas a chegada do material e autorização da agência.

Estiveram também presentes à reunião o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos (Acic) Leonardo de Castro Abreu e o presidente da Firjan-NF, Fernando Aguiar. Para próximas definições, ficou agendada nova reunião do Grupo Paritário de Trabalho no próximo dia 15 de abril, em Campos, na sede da representação da Firjan Regional Fluminense.

.

Fonte: Ascom

 

 


2 COMENTÁRIOS


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.


Fábio

10/01/2020 | 06h38
Campos está nessecitando demais dessas obras, o povo não aguenta mais esse trânsito ,próximo ao boulevard nem se fala,esperamos que saia do papel o quanto antes!

José Carlos

09/01/2020 | 18h00
Eu quero trabalha r