STJ manda soltar ex-governador Luiz Fernando Pezão

Ele ficará em prisão domiciliar, com monitoramento por tornozeleira eletrônica


10 de Dezembro de 2019 | 15h46

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou soltar Luiz Fernando Pezão, por três votos a zero, na tarde desta terça-feira. O ex-governador do Rio ficará em prisão domiciliar, com monitoramento  por tornozeleira eletrônica. 

Pezão foi preso em novembro de 2018, quando ainda era governador, em desdobramento da Operação Lava Jato no Rio. De acordo com as investigações, ele é acusado de integrar um esquema de corrupção chefiado pelo ex-governador Sérgio Cabral, de quem foi vice. 

O ex-governador ainda terá que seguir as seguintes medidas cautelares: comparecer em juízo quando chamado, não poderá ter contato com outros réus, não poderá deixar o Rio sem autorização judicial, comunicar a Justiça sobre qualquer operação bancária acima de R$ 10 mil e deverá ter recolhimento domiciliar noturno entre 20h e 6h todos os dias. 

Fonte: O Dia


1 COMENTÁRIO


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.


Walcy

10/12/2019 | 17h39
Esse é nosso Brasil, anossa justiça brasileira.