Previsão de mais chuva aumenta alerta em Campos

Grupo de Emergências em Alagamentos acompanha situação de áreas do estado onde já está chovendo e segue mobilizado


28 de Novembro de 2019 | 15h47

O Grupo de Emergências em Alagamentos aumenta o alerta para a chegada da frente fria que já se desloca pelo Rio de Janeiro em direção ao Norte e Noroeste do estado. Já chove forte em diferentes pontos da capital e a previsão para Campos e região feita pelos institutos de meteorologia é de mais de 100mm distribuídos pelos próximos cinco dias.

— Nossa torcida é para que não chova um grande volume concentrado em poucas horas, porque é esse tipo de chuva o que costuma causar maiores transtornos. Como ainda temos uma grande região com pontos de alagamento, o ideal seria não termos precipitações pelo menos nos próximos 20 dias — observa o coordenador da Defesa Civil Municipal, Edison Pessanha.

Como o rio Paraíba do Sul não tem assustado, a preocupação é com o sistema que compõe os rios da região do Imbé, que abastecem a Lagoa de Cima, que deságua no rio Ururaí, que desce em direção à Lagoa Feia, que deságua no mar pelo Canal das Flechas. “É um sistema que necessita de alteração no escoamento, o que não existe desde 1990, com a extinção do Departamento Nacional de Obras e Saneamento (DNOS), que dragava permanentemente os canais”, acrescenta Pessanha.

Nos últimos dias, toda a parte de Campos da região do Imbé sofreu alagamentos com as constantes chuvas que atingiram o estado desde a quinta-feira (21), exigindo um trabalho coordenado de socorro a dezenas de famílias. Nas ações, foram utilizados dois helicópteros, um do Corpo de Bombeiros e outro da Polícia Civil, para levar água e alimentos a pontos isolados. A assistência vem se estendendo desde então, com base em constante monitoramento de toda a região.

Além da Defesa Civil Municipal, o Grupo de Emergências em Alagamentos é composto pela Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (SMIMU), Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (SMDA), Superintendência de Limpeza Pública (Sulimp) e Empresa Municipal de Habitação (Emhab).


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.