Caixa reduz juros do cheque especial para 4,99% ao mês

A taxa anterior do cheque especial, que era de 9,99% ao mês


12 de Novembro de 2019 | 18h07

A Caixa Econômica Federal apresentou lucro de R$ 8 bilhões no terceiro trimestre de 2019, uma alta de 66,7% em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior.

De acordo com o balanço, o resultado foi possível por causa da venda de títulos do Tesouro Direto, além de ações da Petrobras sob titularidade da Caixa. Além disso, o banco conseguiu manter estável o patamar de despesas em relação ao mesmo trimestre de 2018, graças a adesão de 3,5 mil funcionários ao Plano de Demissão Voluntária.

Os diretores também divulgaram nova redução de taxas de juros para clientes pessoa física. A taxa anterior do cheque especial, que era de 9,99% ao mês, e caiu para 4,99%.

O presidente da caixa, Pedro Guimarães, afirmou que o lucro recorde do banco, além dos cortes na taxa Selic promovidos pelo Copom, contribuíram para que houvesse essa redução nas taxas de juros do cheque especial para a pessoa física.

O presidente Pedro Guimarães também afirmou que a Caixa irá lançar uma nova linha de crédito imobiliário sem taxa de correção em março de 2020. Atualmente, o banco oferece um que acompanha a TR, Taxa Referencial, e outro que acompanha o IPCA.

Ele também prometeu manter a política atual do banco de quitar a dívida que a Caixa tem com o Tesouro, e de desfazer a participação societária da Caixa em grandes empresas, além de abrir o capital das suas subsidiárias, em especial as Lotéricas e a Caixa Seguridade.

Fonte: Agência Brasil


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.