Com a cabeça em 2021, Americano apresenta elenco para a disputa da Seletiva do Carioca

Segundo o técnico Josué Teixeira, planejamento é conquistar a Série D daqui a dois anos


16 de Outubro de 2019 | 16h59

Previous Next

O Americano deu o pontapé inicial, nesta quarta-feira (16), no sonho de voltar a conquistar uma competição nacional. A meta do Alvinegro é passar pela Seletiva da Série A do Campeonato Carioca em 2020 e chegar ao Brasileiro da Série D em 2021. “A gente quer conquistar muita coisa além da Seletiva. A seletiva é só o caminho”, afirmou o técnico e gerente de futebol Josué Teixeira, durante a apresentação do elenco.

O clube apresentou os 23 jogadores que vão compor o elenco Alvinegro que começa a treinar na próxima segunda-feira (21).

Josué falou sobre o planejamento do clube e os objetivos para os próximos anos. “É uma sequência do planejamento desde março de 2018. O Americano teve uma decisão importante que é tentar zerar as dívidas. Não está totalmente saneado, mas está bem encaminhado. E a gente tem condições de sonhar com objetivo maiores. Que passa por esse processo que já estava elaborado em março de 2018. O Americano está fazendo o processo de dois em dois anos”, ressaltou.

O treinador também contou como foi a montagem do elenco para a disputa da Seletiva. “A gente não parou o trabalho. Continuamos acompanhando o pessoal no Friburguense. Foram seis jogadores nossos que foram emprestados. Tem o pessoal que estava no Roxinho. O Maradona era um desejo dele estar de volta. O clube tinha interesse e ele também tinha interesse. E os outros jogadores desde o meio do ano eu vinha falando. Foram surgindo de acordo com o planejamento, com a ideia de trabalho. Um grupo de jogadores que vai ter um encaixe de todo sistema tático. Não estou partindo de uma coisa inicial, sem organização. O que eu planejei foi uma equipe com uma forma de jogar e eu busquei esses jogadores. Fiz o convite para eles, para a gente conquistar a Série D em 2021. A gente quer conquistar muita coisa além da Seletiva. A Seletiva é só o caminho”, enfatizou.

O comandante Alvinegro reiterou que a manutenção do grupo passa pelo rendimento de cada jogador. “Se eles tiveram rendimento não precisa contratar. O interesse não é do Josué, nem dos jogadores. O interesse é do Americano. Aqui ninguém é mais importante que o Americano. Aquele que não tem interesse em ficar e não tem rendimento, sinto muito. Vida que segue. Mas eu vou ter que buscar outro”, frisou.

Josué falou ainda sobre Maiko Aquino, que foi cogitado a volta, mas seguiu para o futebol paraibano. “Eu costumo falar que o cara para trabalhar comigo ele tem que querer. Não só falar, escrever e jogar para a torcida. O Aquino várias vezes escrevia muitas coisas nas redes sociais. Nós efetivamente não fechamos. E na última semana o empresário nos ligou e disse que ele tinha proposta do Botafogo da Paraíba. Eu fale: “pode ir sem problema nenhum”. E também tem a questão de valores. Todo mundo que vem aqui é pé no chão, sabendo de nossa realidade”, disse.

Por fim, Josué falou sobre uma possível negociação com o atacante Elias, que hoje está no América Mineiro. “Conversei com Elias várias vezes. Ele está no América Mineiro. Fiz a proposta a ele, e ele disse agora que está aguardando outra situação. Não sou treinador de esperar. Então a fila anda. Temos o objetivo de trazer um número 9 de referência. Um jogador reconhecido no cenário. Mas, também se não vier não tem problema”, concluiu.

O Cano tem a estreia prevista para os dias 21 e 22 de dezembro. Mas, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) ainda não definiu a tabela da competição.

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.