Empresas de ônibus de Campos são notificadas durante operação do Detran

Durante a fiscalização foram observadas irregularidades nos veículos


16 de Outubro de 2019 | 15h36

Previous Next

O transporte público de Campos voltou a chamar a atenção nesta quarta-feira (16) de forma negativa. Desta vez, durante uma operação do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran) na cidade, empresas de ônibus foram notificadas pela má conservação dos veículos.

Os agentes do Detran se espalharam por diversos pontos da cidade, entre eles o Terminal A, instalado provisoriamente na Avenida Nossa Senhora do Carmo, e o terminal da Beira Rio, na Avenida Rui Barbosa, locais com grande fluxo de ônibus.

De acordo com as primeiras apurações, as empresas notificadas têm de 3 a 7 dias para regularizar a situação, caso contrário corre o risco de ter os veículos apreendidos.

Passageiros contaram que alguns ônibus passaram por rua alternativas em direção ao Centro para fugir da fiscalização. E que outros ficaram parados perto da rodoviária, por causa do mesmo motivo.

A equipe de reportagem do NF Notícias entrou em contato com o Detran para obter mais informações.

Em nota o órgão afirmou que:

A Operação Detran Seguro esteve em Campos nesta terça e quarta-feira, 15 e 16 de outubro, para realizar a fiscalização dos veículos que circulam no município. A blitz foi, em acordo com a Prefeitura local, focada em verificar as condições de segurança principalmente dos ônibus que circulam no município.

Foram abordados 50 veículos, dos quais 34 autuados e 20 terão que retornar ao posto de vistoria de Campos para comprovar a solução dos problemas. Por tipo de veículo foram 14 automóveis, 4 vans, 14 ônibus e duas motos. A autuação mais comum foi por mau estado de conservação do veículo, falta de licenciamento e também por falta de habilitação do condutor. A operação Detran Seguro substituiu a vistoria anual no estado do Rio de Janeiro.

Os agentes do Detran.RJ verificam a documentação do veículo e do motorista, além de itens indispensáveis para a segurança no trânsito, como pneus, lataria, vidros, placas de identificação, farol, comandos de seta e aferição de gases poluentes. Caso haja alguma irregularidade, os proprietários recebem um auto de infração e têm sete dias para apresentar ao departamento a regularização das infrações constatadas. Caso a reapresentação não aconteça dentro do prazo, os autos são transformados em multa, e o veículo recebe uma restrição administrativa. A partir daí, se for flagrado em circulação, será removido.


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.