Faetec abre concurso para 209 vagas

A previsão é que o edital seja publicado no início de outubro


30 de Setembro de 2019 | 17h36

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), instituição vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, anuncia novo concurso para professores da rede. Serão oferecidas 209 vagas para  preenchimento de cargos de nível técnico, médio e superior. A previsão é que o edital seja publicado no início de outubro.

– A Faetec é a primeira instituição do estado que consegue autorização para fazer o concurso. Nós estamos desde o início do mandato olhando a Fundação como prioridade, porque nós sabemos que o nosso estado precisa qualificar profissionais para atender o desenvolvimento econômico. E não há desenvolvimento econômico sem a geração de emprego – sublinha o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues.

Todos os cargos que serão abertos correspondem às vacâncias que ocorreram desde a adesão do governo fluminense ao Regime de Recuperação Fiscal em setembro de 2017. Neste concurso com 209 vagas, haverá 114 oportunidades para o cargo de professor Faetec (40 horas); 46 para professor Faetec (20 horas); cinco para professor Ensino Superior (40 horas); quatro para instrutor de disciplina prof. I (40 horas); quatro para supervisor educacional; dois para orientador educacional; 16 para inspetor de alunos; 16 para agente administrativo; e mais duas vagas para técnico superior. A Faetec não realizava concurso público desde 2010.

- A recomposição do quadro de docentes era a meta da Faetec para 2019. Essa é uma grande conquista para a nossa Fundação, pois são vagas que irão atender principalmente o quadro funcional das nossas escolas, que ainda estão com um déficit significativo - pontua o presidente da Faetec, Romulo Massacesi. 

Faetec cumpre Termo de Ajustamento de Conduta (TAC)

O concurso público da Faetec está atendendo ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), celebrado com o Ministério Público em 2014. Na época, a instituição assumiu a responsabilidade de, no período de três anos, realizar concurso público e demitir os 1.200 contratados. Esse prazo encerrou e o concurso não aconteceu. A Justiça, então, determinou a demissão desses profissionais, que também não aconteceu em 2017, só ocorrendo em dezembro de 2018.

Quando esta nova gestão assumiu a Faetec, em 2019, encontrou apenas os servidores efetivos em número insuficiente para atender toda a Rede. Para recompor o quadro de docentes, a Fundação, por meio da secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, buscou uma ação rescisória que pudesse retomar a contratação de novos professores de forma simplificada para que não houvesse prejuízo aos alunos, realizar o concurso público e autorizar a jornada estendida. Com o autorizo da justiça, foi possível abrir seleção simplificada para contratar 621 profissionais ao longo do ano e dar início à realização do concurso.

Fonte: Ascom

 

 

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.