Gil Vianna busca medidas para manter CEJA no Instituto Benjamim Constant

A direção do IBC alega que precisa do espaço ocupado pelo ensino


19 de Setembro de 2019 | 18h05

Nesta quinta-feira (19), o deputado estadual Gil Vianna (PSL) esteve reunido com o diretor do Instituto Benjamim Constant, no Rio de Janeiro, João Ricardo, com os defensores públicos, Dr. Pedro Gonzales e Dr. Romerito, além das professoras Itala, Gabriela e Patrícia, para buscar medidas para que as atividades do Centro Educacional de Jovens e Adultos (CEJA), que oferece aulas para cerca de 100 portadores de deficiência visual, não sejam transferidas do IBC. O CEJA funciona há mais de 20 anos dentro da instituição, utilizando três salas. A direção do IBC alega que precisa do espaço ocupado pelo ensino.

Presidente da Comissão da Pessoa com Deficiência na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), o parlamentar trabalha para que os direitos e benefícios adquiridos pela comunidade sejam cumpridos. Encerrar o CEJA no instituto implica em findar com a natureza de inclusão total da escola, que acolhe não só deficientes visuais, mas também outros portadores de necessidades especiais.

"O local se tornou referência para os alunos com deficiência visual que buscam concluir os estudos. A estrutura da instituição também está preparada para receber portadores de outras necessidades especiais. A acessibilidade do local, além da experiência pedagógica do corpo docente e administrativo, são pontos importantes para que o ensino não seja transferido da IBC. Nós iremos brigar por essa causa, inclusive, já estamos com novas reuniões marcadas para continuar buscando soluções", destacou Gil Vianna.

O deputado estará reunido, nos próximos dias, com o secretário estadual de Educação, Pedro Fernandes e Leonardo Rodrigues, secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, responsável pelo Centro Educacional de Jovens e Adultos (CEJA). 

Fonte: Ascom


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.