Bolsonaro fica fora por mais 4 dias e deve reassumir Presidência na 3ª feira

Com isso, o vice-presidente, Hamilton Mourão, permanecerá à frente da Presidência


13 de Setembro de 2019 | 12h43

Internado desde o último sábado para retirada de uma hérnia, o presidente Jair Bolsonaro não poderá retomar o cargo nesta sexta-feira, como previsto inicialmente. Por determinação da equipe médica, que avalia a necessidade de mais descanso, o presidente só retomará as funções na próxima terça.

Com isso, o vice-presidente, Hamilton Mourão, permanecerá à frente da Presidência. De acordo com nota da Assessoria do Palácio do Palanto, divulgada nesta quinta-feira, o estado de saúde de Bolsonaro requer mais quatro dias de descanso, antes de retomar suas atividades.

"A recuperação do Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, evolui positivamente. Entretanto, a equipe médica da Presidência da República decidiu mantê-lo afastado do exercício da função de chefe do poder Executivo por mais quatro dias, a contar de 13 de setembro de 2019, com a finalidade de proporcionar maior tempo de descanso".

Na quarta-feira, Bolsonaro recebeu uma sonda nasogástrica para solucionar um quadro de distensão abdominal. O equipamento serve para retirar gases do estômago e do intestino do presidente. A distensão aconteceu devido à ingestão de ar depois de Bolsonaro ter passado pela cirurgia no abdômen, justamente para retirar uma hérnia incisional.

 

*Do jornal Valor Econômico/Extra Online


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.