Grupo “Boa Noite, Amor” festeja 20 anos no Teatro Trianon

Espetáculo será apresentado no dia 12 de setembro, às 20h30


09 de Setembro de 2019 | 18h30

Os seresteiros do “Boa Noite, Amor” se preparam para pisar, pela 88ª vez, no palco do Teatro Municipal Trianon, celebrando 20 anos de muito sucesso, na quinta-feira (12), às 20h30. Os ingressos estão à venda, na bilheteria do teatro, por R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia). O espetáculo tem a realização da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL).

Em perfeita sintonia, José Assad, Ana Maria, Janilce Simões, Luiz Omar Monteiro, Amália Marins, Lúcia Maria e Ângela Sarmet irão dividir o palco com o cantor Gil Paixão, que fará uma participação especial, no grande show de aniversário. 

No palco, os cantores irão brilhar, acompanhados dos músicos Marcelo Teteco (violão), Waldir Simões (cavaquinho), José Maria (violão), Wagner Moreira (flauta e sax), Vinícius Velasco (acordeon e teclado) e Valzinho (percussão). A direção cênica tem a assinatura de José Sisneiro. 

– Quando tudo começou, em 1999, jamais imaginaríamos que o projeto teria tanto sucesso. Com muito orgulho o “Boa Noite, Amor” é a atração mais antiga da programação do Trianon, com 20 temporadas ininterruptas. E, para comemorar, vamos apresentar um bonito espetáculo, com surpresas reveladas a cada canção. Será uma noite inesquecível – convida o cantor José Assad. 

Patrimônio Cultural – O “Boa Noite, Amor” é Patrimônio Cultural de Campos e coleciona títulos e homenagens, como a Medalha Tiradentes, maior honraria da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Recebeu, do legislativo municipal, a Comenda José Cândido de Carvalho. Os Seresteiros de Conservatória também reconhecem o trabalho dos campistas, registrando a existência do grupo no Museu da Seresta.

Fonte: Ascom


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.