EIG anuncia importantes realizações da Prumo Logística

Gás Natural Açu, subsidiária da Prumo, teve liberado o financiamento de US$ 750 milhões para a primeira fase de 1,3GW do Complexo de geração de energia a gás natural


21 de Agosto de 2019 | 16h09

Previous Next

A EIG Global Energy Partners ("EIG"), acionista controlador da Prumo Logística S.A. ("Prumo"), empresa brasileira privada que lidera o desenvolvimento de um hub de infraestrutura e energia no Porto do Açu, anunciou hoje grandes realizações da Prumo. Entre elas, a Gás Natural Açu ("GNA"), uma joint venture entre a Prumo, a BP e a Siemens para o desenvolvimento e operação de projetos sustentáveis ​​de energia e gás, cumpriu com as condições precedentes para o crédito do  financiamento de US$ 750 milhões anunciado anteriormente, liderado pela IFC, KfW e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A GNA utilizará os recursos para a finalização da 1ª fase do Complexo termelétrico, com 1,3 GW de capacidade e do terminal de GNL.

Adicionalmente, o desenvolvimento da 2ª fase deste complexo, que contempla uma nova planta termelétrica de 1,7 GW, conhecida como GNA II, já está em andamento e os contratos de energia foram garantidos. Após a conclusão, a GNA I e a GNA II terão capacidade instalada de 3GW - suficiente para fornecer energia para até 14 milhões de residências - tornando-o o maior polo termelétrico para geração de energia da América Latina. A GNA tem uma capacidade total licenciada de 6,4 GW e registrou novos projetos no próximo leilão de energia A-6. A GNA I e o terminal de importação de GNL deverão iniciar o seu comissionamento até março de 2020. Além disso, a GNA está desenvolvendo gasodutos offshore, unidade de processamento de gás e terminal de exportação de líquidos para o gás do pré-sal, além de gasodutos onshore para conexão do Açu à malha existente. O investimento total da GNA para o desenvolvimento das duas primeiras fases do complexo está previsto em mais de US$ 2 bilhões.

A Prumo também anunciou que nomeou três notáveis veteranos do setor industrial para o seu Conselho de Administração. Pedro Parente, presidente da BRF e ex-presidente da Petrobras, entrou para o Conselho junto com Ieda Gomes, ex-presidente da Comgás e BP Brasil, e Franklin Feder, chairman da InterCement Participações e ex-presidente da Alcoa América Latina.

Parente disse: "Estou feliz por contribuir com essa empresa incrível, operadora do maior porto privado da América Latina. A Prumo e o Complexo do Açu representam uma infraestrutura fundamental para o Brasil conseguir explorar as reservas gigantescas do pré-sal, sendo também um importante viabilizador para o Novo Mercado de Gás. Como brasileiro, tenho orgulho de fazer parte desse esforço que criará um desenvolvimento social e econômico significativo para o Brasil e a região."

Carlos Tadeu Fraga, um dos maiores especialistas em petróleo e gás, com grande conhecimento, reputação e experiência ​​no setor, assumiu recentemente o papel de CEO da Prumo. Sob a liderança de Fraga, a Prumo fortaleceu sua equipe de gestão com a recente contratação de Luciana Rachid, ex-CEO da TBG, como Diretora de Gás.

O Sr. Fraga disse: "É uma honra servir como CEO da Prumo e contribuir com o desenvolvimento do Porto do Açu, que com sua posição privilegiada será o único hub de gás privado no Brasil, combinando em um único local fornecimento de GNL e gás natural de campos offshore, processamento de gás e exportação de líquidos, potencial de geração de 6,4 GW de energia elétrica e grandes projetos industriais consumidores de gás natural. Tendo passado quase toda a minha carreira envolvido no desenvolvimento de campos de petróleo e gás offshore, incluindo o pré-sal, me sinto muito animado em liderar a empresa responsável pelo desenvolvimento dessa estrutura única, de alta relevância para o setor de O&G e que impulsionará um novo ciclo de industrialização no Brasil."

O Açu, maior complexo portuário-energético do Brasil, também inclui um hub de petróleo, estrategicamente importante para a exportação de petróleo do pré-sal, além de processamento, blending e armazenagem. A Açu Petróleo, uma parceria da Prumo com a OilTanking, atraiu empresas globais líderes de petróleo e gás, incluindo Shell, Petrobras, Galp e Equinor como clientes de seu terminal de transbordo de petróleo altamente eficiente. É o único terminal privado na costa brasileira, com capacidade licenciada de 1,2 milhão de barris/dia e capacidade de receber navios Very Large Crude Carrier (VLCC). Os projetos de expansão da empresa incluem oleodutos conectados à rede e parque com capacidade para 5,5 milhões de barris para armazenamento e tratamento de óleo para atender ao crescente volume de exportações.

R. Blair Thomas, CEO da EIG e presidente do Conselho de Administração da Prumo, disse: "A EIG tem orgulho em apoiar esses projetos incríveis, e estou muito feliz em dar as boas-vindas a este grupo de líderes talentosos do setor para a diretoria e o Conselho de Administração. O ritmo de desenvolvimento da Prumo continua acelerado, demonstrado por seus fortes resultados operacionais e sua capacidade de atrair os melhores talentos do setor. Como acionista controladora da Prumo, a EIG está satisfeita com o sucesso dos recentes desenvolvimentos estratégicos e parcerias comerciais da empresa, e estamos comprometidos em continuar a ter uma participação de destaque na sua expansão dinâmica."

Fonte: Ascom

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.