Polícia ouve suspeito de ameaçar por meio de áudios o presidente do IMTT

Felipe Quintanilha relatou que recebeu ameaça por meio de aplicativo de mensagem


10 de Julho de 2019 | 16h47

Previous Next

Policiais militares conduziram para a 134ª Delegacia de Polícia do Centro, na tarde desta quarta-feira (10), um homem, de 27 anos, suspeito de ter ameaçado, por meio de áudios de um aplicativo de mensagens, o presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), Felipe Quintanilha. Nas ameaças, o suspeito teria dito que o presidente do IMTT merecia levar um tiro caso as vans de transporte alternativo parassem de circular no município de Campos.

O suspeito, que não teve o nome divulgado, foi ouvindo por inspetores da 134ª DP, assinou um termo circunstanciado e foi liberado em seguida. Na saída da delegacia ele contou que trabalha com transporte irregular há 15 anos, mas negou ter ameaçado o presidente do IMTT. "Em momento nenhum eu ameacei ele. Só falei que um homem do caráter daquele não merecia está onde está", afirmou.

As ameaças vieram a público durante uma coletiva de imprensa na manhã de hoje (10) quando Quintanilha apresentou detalhes do novo modelo de transporte de Campos. O presidente do IMTT ressaltou que as ameaças começaram há algum tempo, mas que na última semana ficou mais intensa. Ele contou que teve a casa fotografada e monitorada por suspeitos e que teria recebido esses detalhes por meio da aplicativo de mensagem Whatsapp. 

 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.