Internos fazem motim e ateiam fogo em colchões no Degase de Campos

Felizmente, não houve feridos


13 de Junho de 2019 | 08h51

Internos que cumpriam medida socioeducativa no Centro de Socioeducação Professora Marlene Henrique Alves (Cense), unidade para menores infratores do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) em Campos, atearam fogo em colchões como forma de protesto. O caso aconteceu na noite da última quarta-feira (12).

O princípio de incêndio aconteceu em represália o cumprimento da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) (O ministro Edson Fachin determinou que as unidades de socioeducação que tenham lotação acima de 119% da sua capacidade devem encaminhar os adolescentes para espaços mais vazios e, na falta deles, liberá-los para que cumpram a internação em casa). O fogo foi controlado antes que se alastrasse e seis jovens foram levados para o hospital mesmo não estando ferido, em seguida, conduzido até a delegacia da região.

Em nota, o Degase informou que “O Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) informa que na noite desta quarta-feira (12/06) internos atearam fogo, sem motivação aparente, causando um princípio de incêndio em um alojamento do Centro de Socioeducação (Cense) Professora Marlene Henrique Alves, unidade de internação e internação provisória em Campos dos Goytacazes. O Degase esclarece que seis internos estavam no alojamento e que todos foram levados para o hospital - mesmo não estando feridos - e delegacia da região. Ressaltamos que a situação na unidade está controlada”.

 

Fonte: Redação


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.