Projeto Campos contra o Aedes Aegypti mobiliza escolas da rede municipal

O projeto é realizado pela secretaria de Educação e Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e envolverá, a princípio, 15 unidades


16 de Maio de 2019 | 08h58

Representantes da secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Smece) e do Centro de Controle de Zoonoses se reuniram nesta quarta-feira (15), na sede da Smece, para definir detalhes do projeto: Campos contra o Aedes Aegypti, que mobilizará escolas rede municipal no combate aos focos do mosquito. A princípio, participarão 15 unidades de diferentes áreas do município.

O projeto é realizado pela Coordenação de Ciências da Smece, Programa Saúde na Escola (PSE) e CCZ, com o apoio do departamento de Animação Cultural e Bandas da Smece e do departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da secretaria de Saúde.

- O projeto tem um objetivo pedagógico, preventivo e de combate ao vetor. Queremos envolver os alunos, para que eles sejam soldados nesta batalha. Informação sobre como prevenir quase toda população possui, mas não pratica. A mudança de hábito é mais fácil em quem está em formação-, ressalta Carla Sales, coordenadora de Ciências da Smece.

No “Campos contra o Aedes Aegypti”, os diretores das unidades selecionadas indicarão um auxiliar de serviços gerais, um Professor Articulador e cinco alunos que atuarão como agentes mirins de combate ao aedes. Todos serão capacitados pelo CCZ e pela Coordenação de Ciências. Os agentes mirins receberão um Kit personalizado.

Segundo Claudemir Barcelos, coordenador municipal de combate às endemias, o projeto é muito importante para ajudar no combate. “Lançaremos os 10 minutos contra o Aedes, cujo objetivo é mobilizar e sensibilizar a escola e toda a comunidade do entorno”, pontua.

Uma reunião com os diretores foi marcada para a próxima semana.

 

Fonte: Supcom


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.