Melhorias para a Saúde são propostas pelos vereadores de SJB

IFF solicita apoio dos parlamentares sanjoanenses


15 de Maio de 2019 | 13h58

Três requerimentos voltados para a Saúde foram aprovados na sessão da Câmara de São João da Barra nesta quarta-feira (15). Em um deles, o vereador Aluizio Siqueira requereu à Santa Casa de Misericórdia que retome o funcionamento do aparelho de tomografia e contrate médicos para emitir os laudos. "Esse aparelho funcionou por um bom tempo, mas não tinha o médico para dar o laudo", explicou.

Os demais requerimentos foram do vereador Franquis Arêas, que solicitou maior agilidade na realização de exames/marcação de cirurgias e a implantação de um centro de imagem no município. "Peço à Secretaria de Saúde que possa comprar aparelhos de ressonância, tomografia para atender à população, pois são exames difíceis de marcar e que não são baratos", disse.

Ainda na sessão, os parlamentares aprovaram requerimento de Gerson Crispim (Gersinho), que pediu ao governo do Estado, o término das obras da ponte da integração sobre o Rio Paraíba do Sul. Também foi aprovado requerimento de Aluizio para que o DNIT instale semáforos na BR-356 em Barcelos e Degredo, visando oferecer mais segurança no trânsito.

IFF solicita apoio dos parlamentares sanjoanenses

Antes de encerrar a sessão, o presidente da Casa, Aluizio Siqueira concedeu a palavra ao reitor do Instituto Federal Fluminense (IFF), Jefferson Manhães de Azevedo, que procurou o Legislativo para solicitar apoio sobre o possível corte de verbas que o governo federal anunciou recentemente que pretende fazer no orçamento das universidades e institutos federais.

O reitor agradeceu o espaço cedido e destacou que o IFF está presente em 13 municípios do Norte, Noroeste e Região dos Lagos. Disse ainda que se o corte ocorrer como foi anunciado, representará um impacto de 37% no custeio dessas instituições e que as unidades do IFF não terão como funcionar a partir de outubro. "Estamos realizando hoje uma mobilização nacional em favor da educação e peço o apoio dos vereadores para que tentem sensibilizar os deputados federais e senadores. Não nos negamos a repensar nosso orçamento, mas 37% quebra qualquer um", observou.

O diretor do campus São João da Barra, Valdeir de Souza Julio, informou que a unidade sanjoanense tem hoje aproximadamente 400 alunos matriculados e que no segundo semestre serão abertas 60 vagas para pós-graduação. "Se esse corte chegar aqui, terá também um impacto social", disse, referindo-se aos 16 funcionários terceirizados que atuam no IFF e residem no município.

Os vereadores prometeram apoio à causa. "Esta não é uma luta somente pelo IFF de SJB, mas por todos os outros instalados em nosso Estado, e vamos apoiar sim, pois um corte de 37% inviabiliza qualquer instituição", concluiu Aluizio, lembrando que a educação é a solução e não um problema. Também estiveram presentes, professores e alunos.

Foto: Ascom


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.