Companhia suíça adquire concessão do Aeroporto de Macaé

O contrato é de 30 anos, com investimento previsto de R$ 592 milhões


15 de Março de 2019 | 16h52

Com uma proposta de R$ 437 milhões, a suíça Zurich Airport Latin America venceu o leilão do Bloco Sudeste, que compreende os aeroportos de Macaé e Vitória (ES), nesta sexta-feira (15). O contrato é de 30 anos, com investimento previsto de R$ 592 milhões. O lance mínimo inicial era de R$ 47 milhões. Ao todo, a 5ª Rodada de Concessão de aeroportos realizada pelo Governo Federal  leiloou 12 aeroportos divididos em três blocos, Nordeste e Centro-Oeste e Sudeste. O leilão foi realizado na B3, na capital paulista, e foi muito disputado, trazendo um resultado positivo para o atual cenário econômico brasileiro.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, acompanhou o leilão e comemorou: "Agora, temos operadores aeroportuários importantes e há cada vez mais interessados em chegar", afirmou numa redes social.

O prefeito de Macaé, Dr. Aluizio, também estava presente e, logo após o leilão, foi apresentado ao director Aiport Development daZurich Airport Latin America, Matthias Pöter. 

Para o prefeito, a concessão do aeroporto, em conjunto com outras medidas, trará novos tempos para o desenvolvimento do município. "Polo de startups, retomada da indústria de óleo e gás, aeroporto em concessão à iniciativa privada. Novos tempos em que palavras como eficiência e competitividade terão seu verdadeiro significado", ressaltou Dr. Aluizio, lembrando que todas essas ações são importantes para o município, principalmente para que haja geração de emprego para a população.

O secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann;  o secretário de Desenvolvimento Econômico Trabalho e Renda e Ambiente e Sustentabilidade, Gerson Martins; o assessor do gabinete do prefeito, Hélio Batista e o assessor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Rodrigo Vianna também participaram do leilão.
 

Fonte: Ascom


3 COMENTÁRIOS


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.


Anderson

20/03/2019 | 22h45
Concessão de 30 anos... Achei muito grande esse prazo.

Valmir

19/03/2019 | 14h42
Tem que privatiza mesmo, para acabar com essas roubalheira que existe neste país, temos que lutar contra essa praga que coroi nosso país.

Leopoldo Heitor

18/03/2019 | 19h14
Espero que realmente apareça trabalho para nós, principalmente minha profissão Eletricista.