Aeroporto Bartolomeu Lisandro pode impulsionar desenvolvimento de Campos e região

Com o processo, o aeroporto de Campos vai receber investimentos que somam R$ 98 milhões


19 de Janeiro de 2019 | 11h14

O Aeroporto Bartolomeu Lisandro, em Campos, está próximo de uma nova era, com potencial de competitividade frente às unidades da Região Sudeste com perspectiva de geração de empregos, suporte a grandes empreendimentos em Campos e região, além de incentivo ao turismo. Nesta sexta-feira (18), a Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca) publicou o resultado da concessão de cerca de 30 anos da unidade municipalizada, que será operada pela Infra Construtora e Serviços Ltda. Com o processo, o aeroporto de Campos vai receber, durante todo o período de concessão, investimentos que somam R$ 98 milhões, sendo R$ 28 milhões nos primeiros cinco anos.

Com o processo de modernização, iniciado em 2017, o Aeroporto Bartolomeu Lisandro que operava apenas com a Azul e a Petrobras recebeu novas empresas como: CHC, Shell e Líder Táxi Aéreo. A movimentação diária no aeroporto é de 450 pessoas, a maioria para embarque e desembarque offshore.

— Já no primeiro ano de gestão do prefeito Rafael Diniz, o Aeroporto Bartolomeu Lisandro deixou de dar prejuízo à Prefeitura, arrecadou mais do que gastou. O Aeroporto foi municipalizado em 2013 e até 2017 não era tratado de maneira a agregar valores à economia municipal. Com essa concessão, serão realizados investimentos de imediato no terminal e no pátio. Sem dúvidas estamos ingressando numa nova era e que vai proporcionar aos usuários, como por exemplo, preços competitivos da passagem aérea nos voos comerciais —   frisou o presidente da Codemca, Vinícius Viana.

O presidente da Codemca explica ainda que quatro empresas participaram da licitação, mas apenas uma apresentou a melhor oferta, de R$ 1,856 milhão, que será pago ao município. A Prefeitura de Campos nos próximos dias vai notificar a empresa vencedora. Ainda segundo Vinícius, o processo de licitação seguiu todos os padrões de transparência com realização de consulta pública, através da internet;, audiência pública, na Câmara Municipal; e o Procedimento de Manifestação de Interesse – PMI –tendo sido o projeto adequado pela Prefeitura a partir das sugestões da população e do próprio Ministério dos Transportes.

A concessão abrangerá todos os serviços públicos de administração das atividades aeroportuárias, operação, manutenção, segurança da aviação, segurança operacional e exploração comercial, bem como a implantação, operação e manutenção da estação prestadora de serviços de telecomunicação e tráfego aéreo categoria A. O Aeroporto de Campos é um dos poucos municipalizados do país. 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.